Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de setembro de 2017. Atualizado às 17h49.

Jornal do Comércio

Viver

COMENTAR | CORRIGIR

Cinema

Notícia da edição impressa de 08/09/2017. Alterada em 06/09 às 19h46min

Drama premiado

Uma mulher fantástica foi destaque no Festival de Berlim

Uma mulher fantástica foi destaque no Festival de Berlim


IMOVISION/DIVULGAÇÃO/JC
Vencedor do Urso de Prata de roteiro no Festival de Berlim, Uma mulher fantástica apresenta a história de Marina, uma garçonete transexual. O longa também saiu do evento com o prêmio Teddy - dedicado a filmes com temáticas LGBT - e uma menção do júri ecumênico.
A produção chilena destaca uma personagem que sonha em ser cantora de sucesso enquanto lida com desafios cotidianos. Após a inesperada morte do seu namorado, ela passa por uma guinada em sua vida.
Já o diretor, Sebastián Lelio, tem no currículo filmes como o premiado Glória (2013). Ele também é um dos responsáveis pelo roteiro da obra, em conjunto com Gonzalo Maza.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia