Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 31 de agosto de 2017. Atualizado às 15h38.

Jornal do Comércio

Expointer 2017

COMENTAR | CORRIGIR

Bovinos de corte

Notícia da edição impressa de 31/08/2017. Alterada em 31/08 às 15h39min

Hora de focar nos remates de primavera

Cabanhas reduziram participação em leilões dentro do parque Assis Brasil

Cabanhas reduziram participação em leilões dentro do parque Assis Brasil


JONATHAN HECKLER/JONATHAN HECKLER/JC
Thiago Copetti
Apresentadas ontem na Expointer, as 19 feiras e exposições de gado que serão realizadas durante a primavera no Rio Grande do Sul devem entrar em pista com um cenário melhor do que registrado nos negócios com bovinos no Estado até o momento. Para o produtor João Francisco Bade Wolf, da Cabanha dos Tapes, com o preço da carne em queda no primeiro semestre do ano, o setor "chegou ao fundo do poço" em termos de preço e, a partir de agora, só tem o caminho da recuperação pela frente. "Neste ano, o quilo chegou a R$ 4,60. Já pegamos antes até R$ 5,80. Não tem como piorar", avalia Wolf.
Diretor administrativo e presidente da Comissão de Exposições e Feiras da Federação da Agricultura do Estado (Farsul), Francisco Schardong é mais conservador nas perspectivas, mas acredita que a invasão de carne do Centro-Oeste no Estado tenha terminado, o que ajudará na recuperação. Cerca de 7 mil toneladas a mais de carne de fora dos pampas entraram no Estado no primeiro semestre deste ano em comparação com 2016. Para o representante da entidade, porém, o cenário ainda é incerto. "Hoje ainda está tudo indefinido. Dependemos muito do aumento do consumo no mercado interno, ainda muito instável", resume o diretor da Farsul.
Presente na Expointer para divulgar a 84ª Farm Show, que será realizada entre 19 e 29 de outubro, em Dom Pedrito, Luiz Augusto Gonçalves de Gonçalves, presidente do Sindicato Rural da cidade, reforça o coro dos otimistas. A feira, uma das principais do Interior em volume de negócios, já tem confirmados uma dezena de remates, e com boas expectativas de negócios, diz Gonçalves. "Acreditamos que podemos ter uma das melhores e maiores feiras da história", confia o pecuarista.
Na Expointer, porém, realizada entre a crise da carne e a esperada recuperação, o número de remates oficiais caiu neste ano. De acordo com dados da Secretaria da Agricultura, serão 10 leilões específicos de bovinos ante 12 no ano passado. O custo elevado para transporte do gado, com peões para cuidar dos animais e mesmo o risco de ferimentos em grandes representantes da genética reduziram a presença dos negócios. Outro fator que pode ter reduzido o número de leilões na feira de Esteio é o custo de se fazer um remate com leiloeiros, dizem pecuaristas, que têm optado mais pelas vendas diretas nos estandes.
"Em geral, o pecuarista paga 1% do faturamento para os leiloeiros, que antes dava garantia de pagamento no caso de o comprador não efetuar a quitação. Essa garantia não está mais sendo dada, e isso desestimula a colocação em remates", avalia o pisteiro Edson Lazzarotto, que trabalha com a raça Simental. No campo, outra mudança que está impactando os negócios é a facilidade de fazer inseminação artificial na própria fazenda, o que implica na redução do número de touros. O proprietário da Cabanha dos Tapes conta que, até recentemente, colocava tradicionalmente 40 touros em pista. Hoje não faz mais remates e produz novos animais na propriedade com qualidade e regularidade que antes, na cruza natural, não obtinha. "Os remates, para o meu foco de negócios, não tinham mais sentido. A inseminação artificial na propriedade ainda é inicial, mas também é uma tendência", ressalta o criador de Angus.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia