Porto Alegre, terça-feira, 10 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

'Consertem o Fakebook' diziam camisas dos cem bonecos de Zuckerberg nos EUA

Tão presente em Washington quanto o Facebook nos smartphones. Mark Zuckerberg foi representado por cem bonecos de papelão que foram postos em frente a sede do Senado norte-americano. Durante a tarde desta terça-feira (10), o fundador de uma das maiores marcas do mundo testemunhou diante de uma audiência conjunta dos Comitês de Justiça e Comércio do Senado dos EUA, após estimar que os dados de 87 milhões de usuários foram vazados durante eleições norte-americana. Zuckerberg lamentou falha e pediu desculpas pelo o erro da sua ferramenta digital. O protesto foi organizado pelo grupo Avaaz que vestiu os manequins de tamanho real com as roupas de Zuckerberg - em especial, camisas escritas "Consertem o Fakebook".
 

FOTO Zach Gibson/Getty Images/AFP/JC