Porto Alegre, quarta-feira, 01 de outubro de 2014. Atualizado às 09h08.
Hoje é Dia Nacional do Idoso.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
18°C
21°C
12°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 2,4470 2,4490 0,32%
Turismo/SP 2,3000 2,6300 0%
Paralelo/SP 2,3300 2,6400 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  |  ATENDIMENTO ONLINE
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
196329
Repita o código
neste campo
 
 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

SAÚDE Notícia da edição impressa de 16/03/2012

Ufrgs está disposta a oferecer serviços de odontologia 24 horas

Cláudio Isaías

MARCO QUINTANA/JC
Rados ressalta posição estratégica e especialização do futuro hospital
Rados ressalta posição estratégica e especialização do futuro hospital

Porto Alegre poderá ter a partir de 2013 um pronto-socorro odontológico com atendimento 24 horas a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A proposta de construção da unidade será apresentada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) à prefeitura de Porto Alegre assim que o Hospital Odontológico, que está sendo construído pela universidade no Campus Saúde, na rua Ramiro Barcelos, entrar em funcionamento em fevereiro de 2013.

De acordo com o vice-reitor da Ufrgs, Rui Vicente Oppermann, a ideia é que o pronto-socorro funcione nas dependências da Faculdade de Odontologia. “Com a inauguração do Hospital Odontológico, diversos setores da faculdade serão transferidos para a nova estrutura. Teremos espaço suficiente para instalar o pronto-socorro odontológico”, explica. Segundo Oppermann, outra vantagem da obra é que Porto Alegre é carente de locais nesta especialidade pelo SUS. “Com exceção do Hospital Conceição e do PAM 4 na Vila Cruzeiro, não existem locais na cidade com atendimento odontológico 24 horas pelo SUS”, acrescenta.

O diretor da Faculdade de Odontologia, Pantelis Varvaki Rados, ressalta que outro benefício é que a unidade está localizada em uma área estratégica em termos de saúde. “Temos o HPS, o Clínicas e as faculdades de Medicina, Farmácia e Odontologia. O pronto-socorro odontológico viria somar benefícios à população”, explica. Segundo Rados, as duas unidades de atendimento 24 horas existentes na Capital estão no Norte e no Sul da cidade. “Se uma pessoa acordar com dor de dente à noite e só tiver o SUS, ela terá que optar em se deslocar até o Conceição ou até o postão da Vila Cruzeiro. É complicado”, destaca.

De acordo com Oppermann, a proposta é que a prefeitura fique responsável pela contratação dos profissionais - dentistas, técnicos e enfermeiros que atuariam no pronto-socorro odontológico. “Assim que o Hospital Odontológico estiver funcionando, em 2013, vamos procurar a prefeitura e propor essa parceria”, acrescenta. 

Nove meses depois da assinatura do contrato para construção do Hospital Odontológico da Ufrgs, destinado à formação de novos profissionais da área, além do atendimento à população pelo SUS, o estacionamento da Faculdade de Odontologia, na Ramiro Barcelos, virou um canteiro de obras. Os trabalhos estão no período de estaqueamento da área onde será construído o prédio de três mil metros quadrados. O hospital é o primeiro do País especializado em odontologia.

Para o vice-reitor da Ufrgs, a expectativa é que o cronograma de  18  meses seja cumprido e que a obra esteja concluída em  fevereiro de 2013. O investimento na construção do prédio será de R$ 10 milhões, com verba do Ministério da Educação. Segundo Oppermann, os recursos para a compra dos equipamentos serão buscados junto ao Ministério da Saúde.

De acordo com o diretor da Faculdade de Odontologia, estão previstos 140 postos de atendimento para realização de procedimentos como limpeza de dentes, restaurações, tratamentos de canal, cirurgias e colocação de implantes. Os atendimentos no hospital serão realizados nos turnos manhã, tarde e noite pelos alunos de graduação e de pós-graduação, com a supervisão de professores.

Com a construção do hospital, a capacidade de atendimento nas instalações da Faculdade de Odontologia vai passar de 400 para 700 pacientes por dia. “A proposta é centralizar no novo espaço a realização de tratamentos que hoje são feitos no Hospital de Clínicas”, acrescenta Rados.

COMENTÁRIOS
Jonathan Kent - 16/03/2012 - 09h25
Aahahahaha. Os dentistas querem atender emergência! Duvido! Vão se borrar todos de ficar sozinhos de noite!


Elisio Marques da Silva -
01/02/2013 - 17h38
Ignorante, acadêmicos de odonto, desde o promeiro semestre já passam as noites no necrotério da UFRGS tendo aula de anatomia. Há muito que já existe atendimento de emergência para pacientes de odontologia.


margarete cruz -
12/12/2013 - 13h57
gostaria de saber se realizam cirurgia de bucomaxilo facial pois preciso fazer para colocaçao de protese...

DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Hospital Vila Nova inaugura novo prédio com centro oftalmológico
Os moradores da zona Sul de Porto Alegre contam agora com mais um reforço na área da saúde
Detecção precoce é um dos focos para reduzir a mortalidade
Capital tem maior queda nas mortes por Aids em uma década
Área destinada a coleta e transfusão de sangue, automatizada e com isolamento acústico
Emergência do HPS fica pronta em dezembro
Em Barueri, 18 pessoas apresentam problema de visão após cirurgia
Dezoito pessoas com mais de 60 anos apresentaram problemas no olho após um mutirão para catarata no Hospital Municipal de Barueri, na Grande São Paulo, ocorrido no dia 6 de agosto.

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e as edições
dos últimos
5 anos do JC.


 
para folhear | modo texto