Porto Alegre, sexta-feira, 22 de agosto de 2014. Atualizado às 10h27.
Hoje é Dia do Folclore.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
17°C
29°C
16°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 2,2760 2,2780 0,44%
Turismo/SP 2,1100 2,4100 0%
Paralelo/SP 2,1200 2,4200 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  |  ATENDIMENTO ONLINE
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
211891
Repita o código
neste campo
 
 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

SAÚDE Notícia da edição impressa de 16/03/2012

Ufrgs está disposta a oferecer serviços de odontologia 24 horas

Cláudio Isaías

MARCO QUINTANA/JC
Rados ressalta posição estratégica e especialização do futuro hospital
Rados ressalta posição estratégica e especialização do futuro hospital

Porto Alegre poderá ter a partir de 2013 um pronto-socorro odontológico com atendimento 24 horas a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A proposta de construção da unidade será apresentada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) à prefeitura de Porto Alegre assim que o Hospital Odontológico, que está sendo construído pela universidade no Campus Saúde, na rua Ramiro Barcelos, entrar em funcionamento em fevereiro de 2013.

De acordo com o vice-reitor da Ufrgs, Rui Vicente Oppermann, a ideia é que o pronto-socorro funcione nas dependências da Faculdade de Odontologia. “Com a inauguração do Hospital Odontológico, diversos setores da faculdade serão transferidos para a nova estrutura. Teremos espaço suficiente para instalar o pronto-socorro odontológico”, explica. Segundo Oppermann, outra vantagem da obra é que Porto Alegre é carente de locais nesta especialidade pelo SUS. “Com exceção do Hospital Conceição e do PAM 4 na Vila Cruzeiro, não existem locais na cidade com atendimento odontológico 24 horas pelo SUS”, acrescenta.

O diretor da Faculdade de Odontologia, Pantelis Varvaki Rados, ressalta que outro benefício é que a unidade está localizada em uma área estratégica em termos de saúde. “Temos o HPS, o Clínicas e as faculdades de Medicina, Farmácia e Odontologia. O pronto-socorro odontológico viria somar benefícios à população”, explica. Segundo Rados, as duas unidades de atendimento 24 horas existentes na Capital estão no Norte e no Sul da cidade. “Se uma pessoa acordar com dor de dente à noite e só tiver o SUS, ela terá que optar em se deslocar até o Conceição ou até o postão da Vila Cruzeiro. É complicado”, destaca.

De acordo com Oppermann, a proposta é que a prefeitura fique responsável pela contratação dos profissionais - dentistas, técnicos e enfermeiros que atuariam no pronto-socorro odontológico. “Assim que o Hospital Odontológico estiver funcionando, em 2013, vamos procurar a prefeitura e propor essa parceria”, acrescenta. 

Nove meses depois da assinatura do contrato para construção do Hospital Odontológico da Ufrgs, destinado à formação de novos profissionais da área, além do atendimento à população pelo SUS, o estacionamento da Faculdade de Odontologia, na Ramiro Barcelos, virou um canteiro de obras. Os trabalhos estão no período de estaqueamento da área onde será construído o prédio de três mil metros quadrados. O hospital é o primeiro do País especializado em odontologia.

Para o vice-reitor da Ufrgs, a expectativa é que o cronograma de  18  meses seja cumprido e que a obra esteja concluída em  fevereiro de 2013. O investimento na construção do prédio será de R$ 10 milhões, com verba do Ministério da Educação. Segundo Oppermann, os recursos para a compra dos equipamentos serão buscados junto ao Ministério da Saúde.

De acordo com o diretor da Faculdade de Odontologia, estão previstos 140 postos de atendimento para realização de procedimentos como limpeza de dentes, restaurações, tratamentos de canal, cirurgias e colocação de implantes. Os atendimentos no hospital serão realizados nos turnos manhã, tarde e noite pelos alunos de graduação e de pós-graduação, com a supervisão de professores.

Com a construção do hospital, a capacidade de atendimento nas instalações da Faculdade de Odontologia vai passar de 400 para 700 pacientes por dia. “A proposta é centralizar no novo espaço a realização de tratamentos que hoje são feitos no Hospital de Clínicas”, acrescenta Rados.

COMENTÁRIOS
Jonathan Kent - 16/03/2012 - 09h25
Aahahahaha. Os dentistas querem atender emergência! Duvido! Vão se borrar todos de ficar sozinhos de noite!


Elisio Marques da Silva -
01/02/2013 - 17h38
Ignorante, acadêmicos de odonto, desde o promeiro semestre já passam as noites no necrotério da UFRGS tendo aula de anatomia. Há muito que já existe atendimento de emergência para pacientes de odontologia.


margarete cruz -
12/12/2013 - 13h57
gostaria de saber se realizam cirurgia de bucomaxilo facial pois preciso fazer para colocaçao de protese...

DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Audiência sobre o assunto lotou dois auditórios do Palácio do Ministério Público nesta quinta-feira
Violência obstétrica é um problema, diz Ministério da Saúde
Médico americano que contraiu ebola deve deixar hospital
Kent Brantly e Nancy Writebol foram infectados com ebola enquanto trabalhavam numa clínica da organização, nas proximidades da capital da Libéria
Ministério Saúde libera R$ 55,4 milhões para hospitais universitários
Serviços incluem a modernização de elevadores, a adequação de estruturas físicas já existentes e a aquisição de móveis e equipamentos médico-hospitalares
Ana Paula discute ações que contribuam para humanizar o parto
Audiência em Porto Alegre debate violência obstétrica

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e as edições
dos últimos
5 anos do JC.


 
para folhear | modo texto