Porto Alegre, segunda-feira, 24 de novembro de 2014. Atualizado às 12h50.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
29°C
32°C
22°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 2,5270 2,5290 0,27%
Turismo/SP 2,4100 2,6900 1,46%
Paralelo/SP 2,4100 2,6900 1,82%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  |  ATENDIMENTO ONLINE
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
166151
Repita o código
neste campo
 
 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Educação 24/11/2011 - 19h16min

Professores gaúchos decidem continuar com a greve no Estado

ANTONIO PAZ/JC
Em Assembleia, realizada na Praça da Matriz, a categoria reivindicou o reinício das negociações
Em Assembleia, realizada na Praça da Matriz, a categoria reivindicou o reinício das negociações

Em nova Assembleia Geral, realizada na Praça da Matriz, em frente ao Palácio Piratini, em Porto Alegre, os professores do Estado decidiram manter a Greve da categoria no Rio Grande do Sul. O ato contou com a participação de cerca de 3,5 mil professores. Após as negociações, liderados pelo Cpers/Sindicato, os educadores cobraram uma audiência com o governador do Estado, Tarso Genro, nesta quinta-Feira (24), mas não foram recebidos.

A categoria reivindica o reinício das negociações. Representantes da Secretaria da Educação alegaram que esperam por um pedido oficial do sindicato para agendar um encontro. Mais tarde, por volta das 17h45min, o Secretario da Educação concedeu uma entrevista coletiva para avaliar a situação do movimento.

O Cpers revela que a adesão às paralisações tem crescido em todo o Estado. No entanto, o Sindicato afirma que não trabalhará com números e balanços sobre a quantidade de escolas e professores participantes da Greve.

Os professores reivindicam o pagamento do Piso Nacional, de R$ 1.187,00, no Rio Grande do Sul. Além disso, a categoria pede a retirada da proposta de reestruturação do Ensino Médio, defendida pelo governo do Estado. O Cpers promove nesta sexta-feira mais uma rodada de discussões internas e manifestações.

COMENTÁRIOS
marcos - 25/11/2011 - 11h23
eu so estudante do ensino medio, e apoio os professores porque eles fazem muito e ganhan pouco , apoio e estarei dia 26 as 17h na frente do palacio piratini,vamos la professores, porque quem promete tem que cumpri


Rosi Menezes -
25/11/2011 - 12h00
É UMA VERGONHA O GOVERNADOR AGIR DESTA FORMA COM OS PROFESSORES,NÃO ESQUEÇA GOVERNADOR QE UM DIA PASSASTE POR ALUNO E PRECISASTET DE UM PROFESSOR PRA TUA FORMAÇÃO,TEU GOVERNO PARECE MAIS UMA DITADURA,CUMPRE COM O QUE PROMETESTES!!!


rodrigo -
28/11/2011 - 00h08
Quem será que criou esse piso, eu teria muita vergonha de sair na rua depois de tudo isso, os professores querem um salário medíocre e o governo diz não poder pagar?


rogeria -
28/11/2011 - 21h10
Põxa!!!Rodrigo indignação é pouco viu só o reajuste á fazenda e nós professores tratados pior que...e ainda ouvi professores dizendo a greve é fora de época para quem mesmo oh!!!colegas vergonhoso suas posiçoes contra os que estão na luta...injusto é vcs que são imediatistas...e dizer que são seres pensntes vc é mesmo...Prof.R

DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Infiltrações são um dos maiores problemas na estrutura do colégio
‘Precisamos de uma reforma urgente’, afirma diretora
Prédio na Washington Luís deve abrigar escola de Educação Infantil
Município interrompe matrículas na EPA
MEC amplia programa de idiomas para professor e técnicos do ensino superior
Professores de idiomas da rede pública de educação básica também estão entre os possíveis beneficiários.
Brasil fica estagnado em avaliação internacional da língua inglesa
O Brasil está em 38º lugar, com 49,96 pontos. No relatório divulgado no ano passado, o país ocupava a mesma posição

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e as edições
dos últimos
5 anos do JC.


 
para folhear | modo texto