Porto Alegre, sábado, 16 de dezembro de 2017.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
33°C
26°C
19°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,3060 3,3080 0,89%
Turismo/SP 3,2300 3,4800 0%
Paralelo/SP 3,2300 3,4800 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  | 
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
207090
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
207090
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
207090
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Inovação Notícia da edição impressa de 14/11/2011

Empresas criam sistema de reconhecimento de fala

Projeto Comunica foi desenvolvido com inteligência artificial

Patricia Knebel

ANTONIO PAZ/JC
Müller destaca que produto é opção nacional e apresenta preço mais acessível às empresas
Müller destaca que produto é opção nacional e apresenta preço mais acessível às empresas

Um sistema de atendimento telefônico via controle de voz, criado dentro do Instituto de Informática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), já está pronto para ser comercializado. Batizado de Projeto Comunica, foi desenvolvido com inteligência artificial que reconhece a fala e a transforma em ações de atendimento em tempo real.

É um modelo similar ao que algumas empresas brasileiras já utilizam, que substitui a digitação de números pela voz nas Unidades de Resposta Audível (menu telefônico). Nele, os usuários, ao ligarem para o call center, falam determinadas palavras para solicitar o direcionamento da ligação para a atendente ou algum outro departamento da empresa.

Ao contrário do que está disponível hoje no mercado, porém, essa tecnologia é nacional. “O maior diferencial desse produto é que foi desenvolvido dentro da universidade, utilizando o conhecimento que temos aqui e, consequentemente, se tornando uma opção nacional e mais barata para as empresas que desejarem implementar essa tecnologia”, explica Daniel Müller, diretor e sócio-fundador da Conexum Sistemas Computacionais Inteligentes.

A companhia desenvolve sistemas computacionais para processamento da linguagem humana, tanto escrita como falada, e está incubada no Centro de Empreendimentos da Ufrgs. Nesse projeto, contou com a parceria da Intext Mining e da DFL, além de alunos da universidade. O Projeto Comunica recebeu recursos de entidades como a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RS), através da universidade.

A base de todos os produtos é o reconhecimento da fala. Mas os sistemas criados foram agregando outras funcionalidades. O Expressão Direta, por exemplo, permite que o atendimento seja feito a partir da internet. Assim, ao invés de pegar o telefone e discar para uma determinada empresa, o internauta pode acessar o site, clicar em um botão ali disponível e ser direcionado para falar com um atendente que está na sede dessa companhia. Para isso, basta um computador com áudio e microfone.

Outro serviço é o que permite que as pessoas façam consultas a banco de dados de informações. É uma espécie de Frequently Asked Questions (FAQ), as dúvidas mais frequentes dos usuários de determinado site, mas utilizando a voz. E o terceiro serviço dentro do Comunica é o que faz a consulta a banco de dados, que auxiliará as pessoas no momento em que elas ligaram para uma empresa em busca de determinadas informações. Müller explica que para que isso seja possível é feita uma análise linguística a partir da realidade de cada cliente, além daqueles conceitos que já fazem parte do domínio de conhecimento da Conexum. “Já classificamos uma série de conceitos e temos pronto o reconhecimento de palavras e expressões”, comenta.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Foco principal do microcontrolador é o setor de iluminação pública
Relé fotocontrolador da Exatron tem chip nacional
Machado pretende atingir especialmente a agricultura familiar
Startup do campo cria silosreciclando garrafas PET
O espaço de coworking, que estará localizado no campus Fapa, na Manoel Elias
UniRitter inaugura Polo de Empreendedorismo e Inovação nesta quinta-feira
Versatilidade é um diferencial do produto de origem irlandesa
Empilhadeiras reduzem ociosidade em depósitos

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e acessar
o arquivo do JC.


 
para folhear | modo texto