Porto Alegre, quarta-feira, 22 de outubro de 2014. Atualizado às 09h54.
Hoje é Dia do Enólogo.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
18°C
29°C
17°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 2,4810 2,4830 0,24%
Turismo/SP 2,3400 2,6400 0,76%
Paralelo/SP 2,3500 2,6500 0,76%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  |  ATENDIMENTO ONLINE
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
295855
Repita o código
neste campo
 
 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
Repórter Brasília Edgar Lisboa
edgarlisboa@jornaldocomercio.com.br

Repórter Brasília

Coluna publicada em 05/08/2011

Recursos para a saúde

O deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS) retorna à Câmara dos Deputados no segundo semestre com foco na luta pela aprovação da Emenda 29 (recursos para a saúde). Ele adianta que o grupo “afirmação democrática”, formado por 18 parlamentares do PMDB, está trabalhando para que seja dado um prazo máximo, um limite, para a votação da emenda. O limite estipulado pelos parlamentares é 24 de agosto, data da morte de Getúlio Vargas. Segundo o parlamentar, o que os peemedebistas pretendem, caso a emenda 29 não seja votada, é não votar mais nada, a exemplo do que foi feito no Código Florestal.

Pescadoras da Lagoa dos Patos

“A partir do questionamento de uma promotora (de Rio Grande), prejudicam-se mais de 5 mil mulheres que recebiam o seguro-defeso. Já se passaram mais de 45 dias, elas não o receberam”, protestou, na tribuna, o deputado federal Fernando Marroni (PT-RS). O petista se refere às pescadoras da Lagoa dos Patos que recebiam regularmente o benefício do seguro-defeso há oito anos, até que a promotora disse que as beneficiadas não cumpriam as exigências. “Quero deixar aqui minha estranheza, minha inconformidade com esses processos. Eles não são de mérito, mas burocráticos e, muitas vezes, impedem que aqueles trabalhadores assalariados, que dependem do seguro-desemprego, do seguro-defeso, o recebam no momento adequado.”

Três propostas

O deputado federal Dionilso Marcon, do PT, fez pronunciamento no qual pede que sejam votadas, ainda neste semestre, a PEC 300, que estabelece o piso salarial da segurança pública; a Emenda 29, que destina recursos para saúde; e a redução da jornada dos trabalhadores para 40 horas semanais. “Essas três votações são muito importantes para os trabalhadores brasileiros”, discursou.

Homicídio em Cruz Alta

O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve a condenação do fazendeiro Giovani Hernandez Soldera a 15 anos de prisão por ter sido o mandante do assassinato de uma mulher em Cruz Alta, em março de 1999. A defesa do fazendeiro queria anular a sessão do julgamento, mas o STF não aceitou os argumentos. O autor dos disparos, Jurandir Pimentel de Oliveira, já havia sido condenado a 18 anos de detenção.

Pesquisadora da UFPel premiada

A professora da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), doutora Mariana Antunes Vieira, foi uma das sete vencedoras do prêmio L’Oréal/Unesco/ABC para Mulheres na Ciência 2011. A pesquisa “Desenvolvimento de métodos para a determinação de contaminantes inorgânicos em glicerina obtida como coproduto da produção de biodiesel” ganhou a categoria Ciências Químicas e a bolsa-auxílio de US$ 20 mil.

Curtas

  • A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara aprovou o requerimento do deputado Osmar Terra (PMDB-RS) para uma audiência pública com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o presidente do Banco Central do Brasil, Alexandre Tombini.
  • O deputado federal Luis Carlos Heinze (PP) sugeriu a realização de encontro conjunto de duas comissões da Câmara dos Deputados, no 22º Congresso Brasileiro de Avicultura, que acontecerá no dia 27 de outubro, em São Paulo.
COMENTÁRIOS
paulo roberto bramabilla - 05/08/2011 - 09h23
com o custo brasil nas alturas,com todas estas leis sociais ,que cada vez sufocam mais os empresários,ainda vem um demagogo destes,que ganha uma fortuna por mes,querer mais uma redução da jornada de trabalho.até aonde vai isto?só louco para abrir uma empresa neste pais,isto é mais um passo para conseguirem implantar o falido sistema comunista no pais.

DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
COLUNAS ANTERIORES
PSDB menor
Ao contrário do PSDB nacional, que aumentou a bancada de deputados federais e disputa o segundo turno à presidência com boas chances, o PSDB gaúcho está definhando
As várias capitais
Outros cinco municípios tentam conseguir o título de “capital nacional”, sendo que dois são gaúchos
Divisões amargas
Se o segundo turno dessas eleições deixou o Brasil mais dividido, as divisões que já existiam dentro do Congresso ficaram mais amargas. Partidários de Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) se digladiam nas poucas sessões entre os dias 5 e 26 de outubro
PMDB pós-moderno
Resultados do primeiro turno indicam “sintomas alarmantes” e podem estar levando o PT a virar um “PMDB pós-moderno”

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e as edições
dos últimos
5 anos do JC.


 
para folhear | modo texto