Porto Alegre, terça-feira, 02 de setembro de 2014. Atualizado às 22h24.
Hoje é Dia do Repórter Fotográfico.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
15°C
24°C
15°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 2,2430 2,2450 0,26%
Turismo/SP 2,1100 2,3800 0%
Paralelo/SP 2,1200 2,3900 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  |  ATENDIMENTO ONLINE
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
213251
Repita o código
neste campo
 
 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
Adega Carlos Pires de Miranda
carlos@piresdemiranda.com.br

Adega

Coluna publicada em 22/09/2010

Depois da Copa, os vinhos

AVONDALE/DIVULGAÇÃO/JC

Até pode ser que a Copa do Mundo deste ano tenha de alguma forma incentivado o consumo de vinhos sul-africanos. Mas faz tempo que eles não apenas são conhecidos, como também internacionalmente respeitados. Lembro quando a então jovem vinícola Forestier surgiu no Brasil com seus varietais – entre eles um Pinotage, que tinha como argumento de venda ser o único rótulo brasileiro elaborado a partir dessa vinífera originária da África do Sul. Que moral!

Há menos de duas semanas, a convite da Vinhos do Mundo, Johnathan Grieve esteve em Porto Alegre. Ele é o proprietário da Avondale, vinícola sul-africana que há alguns anos decidiu priorizar a preservação do ambiente na elaboração de seus vinhos. “Ninguém faz o vinho como nós fazemos”, proclama. “Estamos usando o conhecimento e a tecnologia do século XXI para promover o respeito à natureza, enquanto produzimos o melhor vinho possível”, enfatiza.

É nessa deslumbrante região retratada na foto que a Avondale cultiva e zela por suas videiras, usando coberturas e desprezando fertilizantes para restaurar o equilíbrio do solo. Patos e vespas substituem os vaporizadores no controle de pragas, a preocupação com o aprimoramento dos vinhos corre paralelamente ao aumento dos cuidados em trabalhar sempre em harmonia com a terra.

O resultado de tudo isso está nos Chardonnay, Sauvignon Blanc, Rosé, Syrah e Cabernet Sauvignon, das linhas Reserve e Gran Reserve, que a Avondale espalha pelo mundo. Alguns deles foram degustados em jantar organizado em torno de Grieve, em Porto Alegre. Outros estão disponíveis na Vinhos do Mundo (tel. 3012-8090).

Muito prazer

Luna Rossa, restaurante do Hotel Blue Tree Towers de Caxias do Sul, prepara uma noite especial para sexta-feira (dia 24): jantar harmonizado de culinária e vinhos portugueses. O menu é criação do chef do hotel, Lucas Casarin, a seleção de vinhos será do enólogo e sommelier Arlindo Menoncin, da Boccatti Vinhos.

Confira o roteiro dessa Noite Portuguesa: couvert com azeitonas, queijo de cabra, azeite de oliva, pão alentejano, patês de alho e de ervas com Casal Garcia Branco; caldo verde com vinho Isis Alentejano Tinto; bacalhau assado, servido com batatas ao murro e esparregado – vinho Quinta de Pancas Seleção do Enólogo. A sobremesa será pudim de castanhas, harmonizado com Porto Dow’s Tawny.

Essa tentadora seleção de vinhos e iguarias estará disponível a partir de 20h, ao preço de R$ 95,00 por pessoa. Não há cobrança de taxas de serviço nem do estacionamento. Informações e reservas: tel. (54) 3224-9000. Rua Pinheiro Machado, 2867, bairro São Pelegrino, Caxias.

Doses

• Vinícola Aurora lança duas novas edições de seus vinhos top de linha, os Cabernet Franc e Carmenére Pequenas Partilhas, da safra 2009. Eles são elaborados apenas quando uma determinada variedade apresenta resultado acima do esperado, em vinhedos específicos. Ambos são 100% varietais e passaram seis meses em barricas de carvalho francês e americano. Chegam ao consumidor por R$ 31,00 a garrafa.

• Banquete Cultural desta sexta-feira (dia 24) no StudioClio irá abordar a história da região do Mediterrâneo. A palestra será do professor Francisco Marshall, enquanto o chef Jorge Nascimento e a equipe da Unisinos executarão o menu. A harmonização será criada pelo sommelier Fernando Quimbay, da Vinhos do Mundo. Inscrições hoje, R$ 120,00; depois, R$ 130,00. Reservas: tel. 3254-7200.

Para acompanhar

Bacalhau assado com batatas ao murro

Este, muito apropriadamente, será o prato principal da Noite Portuguesa, descrita na seção Muito Prazer, quando ele será servido com um incomum vinho branco de Portugal. Se o leitor preferir ser mais ortodoxo, escolha um tinto leve em sua adega ou, se o inverno já tiver nos abandonado, arrisque um rosé convenientemente refrescado.

Ingredientes (duas pessoas)

• 2 postas altas de bacalhau com 300g cada uma

• 1 cebola

• ½ pimentão verde

• ½ pimentão vermelho

• ½ pimentão amarelo

• 6 azeitonas pretas

• 4 batatas pequenas 

• 2 dentes de alho picados

• sal e pimenta em pó

• azeite de oliva

Modo de preparo

1 - Dessalgar o bacalhau, deixando-o em água fria por 48 horas, trocando a água três vezes ao dia. Nas últimas duas horas, substituir a água por leite.

2 - Temperar o bacalhau com pimenta, metade do alho picado, cortar cebola e pimentões em juliana.

3 - Levar as postas ao forno por 10 minutos, a 180 graus. Colocar sobre elas cebolas, pimentões, azeitonas e levar ao forno por mais oito minutos, regando periodicamente com azeite.

4 - Descascar e cozinhar batatas em água salgada por 10 minutos. Retirá-las da água, temperar com sal, pimenta e o restante do alho picado e levar ao forno a 180 graus por 15 minutos.

5 - Ao retirar as batatas do forno, aplicar-lhes um golpe com a mão, para que fiquem um pouco achatadas. Derramar um fio de azeite sobre elas e servir.

COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.

DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
COLUNAS ANTERIORES
As melhores regiões vinícolas para visitar Uma região vinícola de visita obrigatória Da Toscana para o mundo O presente para os papais

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e as edições
dos últimos
5 anos do JC.


 
para folhear | modo texto