Porto Alegre, terça-feira, 29 de julho de 2014. Atualizado às 19h51.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
19°C
16°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 2,2290 2,2310 0,35%
Turismo/SP 2,1300 2,3700 0,83%
Paralelo/SP 2,1400 2,3800 0,83%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
128420
Repita o código
neste campo
 
 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Clima Notícia da edição impressa de 05/08/2010

Neve no Sul do Brasil é a mais forte em 10 anos, segundo MetSul

Precipitação ocorreu em 20 cidades do Rio Grande do Sul
NECO VARELLA/AGÊNCIA FREELANCER/JC
Jaquirana foi um dos municípios gaúchos onde ocorreu o fenômeno
Jaquirana foi um dos municípios gaúchos onde ocorreu o fenômeno

Para a alegria dos turistas, nevou no Sul do Brasil. A neve que caiu nos municípios gaúchos e catarinenses na madrugada e no decorrer da quarta-feira é a mais forte registrada nos dois estados desde o ano 2000. Segundo o meteorologista Eugênio Hackbart, da MetSul Meteorologia, 20 cidades do Rio Grande do Sul já tiveram neve ou chuva congelada. Em Santa Catarina, são mais oito municípios.

"A neve caiu em muitos lugares, deixando casas e ruas cobertas pelos flocos e estradas escorregadias por causa do gelo na pista, inclusive com o registro de acidentes leves", afirma Hackbart. O monitoramento da MetSul é feito por meio de observação, intensidade e tempo de duração do fenômeno. "É a maior e a mais forte nevada em 10 anos. Nos outros anos, cai meia dúzia de flocos em alguns pontos. Absolutamente sem graça", observa o meteorologista.

Caxias do Sul, Lagoa Vermelha, Gramado, Canela, São Francisco de Paula, Vacaria, Jaquirana, Passo Fundo, Bom Jesus, Cambará do Sul, São José dos Ausentes são algumas das cidades em que ocorreu o fenômeno no Rio Grande do Sul. "Para acontecer a formação dos flocos, a temperatura por volta de zero grau é perfeita", assegura o meteorologista, dizendo que qualquer brisa fraca pode deixar a sensação térmica na casa dos quatro graus negativos.

Em Santa Catarina, nevou em cidades como Urubici, Lages,  Bom Jardim da Serra, São Miguel do Oeste e Urupema. A forte precipitação fez com que a estrada que leva ao alto do Morro da Igreja fosse fechada devido ao gelo na pista. Em um País com dimensões continentais como o Brasil, chama muito a atenção as disparidades nos climas de diferentes regiões. Conforme o Instituto nacional de Meteorologia (Inmet), o Brasil apresentou ontem contrastes de temperaturas que variavam de 35 graus em Mato Grosso do Sul, a 3,6 graus negativos na cidade gaúcha de Cambará do Sul.

A meteorologista Priscila Monteiro, do Inmet em Brasília, explica que devido às condições continentais do Brasil, com diversas faixas latitudinais, sujeitas a sistemas meteorológicos de características diversas, o clima sofre variações distintas. "Tanto o frio, a neve, as geadas no Sul, quanto o forte calor em algumas regiões, principalmente no extremo Norte, onde os termômetros ficam acima dos 30 graus, são condições normais para esta época do ano", observa.

Gramado espera faturar com turistas

Às 5h, e durante cerca de 15 minutos, nevou em Gramado, na Serra gaúcha. Os termômetros ficaram abaixo dos dois graus negativos na manhã de ontem na cidade. A neve encanta os turistas que saem às ruas, mesmo com o frio intenso, para desfrutar da paisagem. Segundo a prefeitura do município, os visitantes que chegam à cidade para acompanhar o 38ª edição do Festival de Cinema de Gramado, de 6 a 14 de agosto, podem conferir a neve acumulada nas hortênsias e às margens do lago Negro e do lago Joaquina Rita Bier.

Terceiro destino turístico mais visitado do Brasil nesta época do ano, Gramado está com 90% dos 146 hotéis e pousadas lotados. Normalmente, todos os anos, no mês de julho, uma média de 300 mil pessoas visita a cidade. Dados da Secretaria de Turismo mostram que junho, julho e agosto recebem turistas em busca do frio serrano e na expectativa de ver neve. Com a ocorrência do fenômeno, a expectativa da prefeitura é atrair ainda mais turistas para a cidade.

COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.

DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Temperaturas se elevam durante a semana no Rio Grande do Sul
Estado teve ontem o terceiro dia seguido com mínimas negativas e o 17º do ano em que a temperatura caiu abaixo de zero
Rio Grande do Sul registra mínima de -0,3ºC em Santa Rosa
Chuva incessante que caiu nos últimos dias cedeu lugar a uma intensa massa de ar seco e frio que fez despencarem as temperaturas
O Inmet prevê a possibilidade de neve nas serras gaúcha e catarinense na madrugada desta sexta-feira
Após chuva, frio abaixo de zero chega ao Estado
Inmet prevê a possibilidade de neve nas serras gaúcha e catarinense nesta sexta-feira
Terras indígenas brasileiras são exemplo no combate a mudanças climáticas
Embora a demarcação e o processo de registro sejam lentos, de 1980 a 2007, cerca de 300 terras indígenas foram reconhecidas no Brasil, diz o relatório

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e as edições
dos últimos
5 anos do JC.


 
para folhear | modo texto