Porto Alegre, sexta-feira, 25 de julho de 2014. Atualizado às 22h00.
Hoje é Dia do Escritor. Hoje é Dia do Motorista .
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
9°C
14°C
5°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 2,2190 2,2210 0,04%
Turismo/SP 2,1000 2,3600 0,42%
Paralelo/SP 2,1100 2,3700 0,42%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
598995
Repita o código
neste campo
 
 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Eleições 2010 Notícia da edição impressa de 03/02/2010

Dilma minimiza avanço em pesquisa CNT/Sensus

Comando do PT pede humildade para vencer disputa pelo Planalto
Wilson Dias/ABR/JC
Dilma Rousseff foi assediada na reabertura do Congresso Nacional
Dilma Rousseff foi assediada na reabertura do Congresso Nacional

A ministra-chefe da Casa Civil e pré-candidata à presidência da República, Dilma Rousseff (PT), minimizou ontem seu crescimento na pesquisa CNT/Sensus divulgada na segunda-feira.

"Na vida, a gente não sobe em salto alto. É só uma pesquisa. Feliz eu não estou", disse a ministra, que foi muito assediada no Congresso, onde esteve para a abertura dos trabalhos legislativos.

Segundo o levantamento, quando o nome de Ciro Gomes (PSB) aparece na disputa à presidência da República, a ministra encosta no tucano José Serra.

Neste cenário, Serra recebeu 33,2% das intenções de voto, seguido por Dilma, com 27,8%, e por Ciro, com 11,9%. Marina Silva (PV) aparece em quarto lugar, com 6,8% das intenções de votos. Os indecisos, brancos e nulos somam 20,4%.

Apesar de o governador de São Paulo ainda aparecer em primeiro lugar em todos os cenários da pesquisa estimulada, a CNT/Sensus mostra também uma queda do tucano em relação à pré-candidata do PT. Dilma subiu seis pontos percentuais em relação à edição anterior da pesquisa, divulgada em novembro de 2009.

Em novembro, última edição da pesquisa CNT/Sensus, Serra recebeu 31,8% de votos, enquanto Dilma tinha 21,7%. Ciro recebeu em novembro 17,5% dos votos e Marina, 5,9%.

Pela primeira vez, Dilma aparece tecnicamente empatada com o governador de São Paulo na pesquisa espontânea (sem a lista de candidatos apresentada aos eleitores). Dilma recebeu 9,5% das intenções de voto, enquanto Serra recebeu 9,3%. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua sendo o primeiro lembrado na espontânea, com 18,7% das intenções de voto, apesar de não ser candidato.

Sem a presença de Ciro na disputa, a CNT/Sensus mostra que Serra abre vantagem sobre Dilma. O tucano recebeu 40,7% das intenções de voto, enquanto a petista, 28,5%. Marina aparece em terceiro, com 9,5%. A pesquisa CNT/Sensus foi realizada entre os dias 25 e 29 de janeiro, em 136 municípios de 24 Estados. Foram ouvidas 2.000 pessoas, e a margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou menos.

Apesar da euforia, dirigentes do PT pediram "humildade" à bancada petista na Câmara dos Deputados. Na reunião que elegeu o novo líder do PT na Casa, deputado Fernando Ferro (PT-PE), a cúpula partidária fez a avaliação de que as pesquisas refletem apenas o resultado de um momento, e não o resultado das eleições.

Dilma deve deixar a Casa Civil no final de março para se dedicar à campanha eleitoral e a secretária-executiva do ministério, Erenice Guerra, assumirá seu lugar.

COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.

DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
MAIS TEXTOS DE Eleições 2010

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e as edições
dos últimos
5 anos do JC.


 
para folhear | modo texto