Porto Alegre, quarta-feira, 23 de agosto de 2017.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
13°C
30°C
15°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,1770 3,1790 0,31%
Turismo/SP 3,1700 3,3300 0,60%
Paralelo/SP 3,1800 3,3400 0,90%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  | 
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
641748
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
641748
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
641748
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Artigo Notícia da edição impressa de 17/07/2014

A criança e todos os mundos

Ana Cecília Romeu

Minha filha de sete anos disse outro dia para mim: “Mãe, as pessoas não querem a verdade”.  Não sei de onde ela tirou essas palavras. Mas assim são as crianças: têm a sabedoria da simplicidade e percebem tudo.  Há pouco, ao dar uma oficina de poesia para meninos de sete e oito anos, projeto que chamei de “Janela da Poesia”, e idealizei em função dos personagens da novela que escrevi, Histórias do Condomínio, - agora adaptados ao universo infantil -, desfrutei de momentos maravilhosos. Eu também fui um pouquinho menina brincando de poesia com eles. A oficina transcorreu de forma espontânea e fluente, porque as crianças são poesia em forma de gente. Uma vez motivadas à participação de uma dinâmica que incentive seu crescimento intelectual com o envolvimento espontâneo no aprendizado, na escola e em família, qualquer criança responde positivamente. E exercita o respeito, consideração com os outros dentro de uma socialização amigável. Mas esses meninos de todas as regiões do planeta são inocentes que estão inseridos em um universo cheio de atrocidades, discrepâncias e injustiças. Uma parcela deles, por sorte, é agraciada com um lar, uma família que os acompanha e que lhes fornece condições saudáveis para viver sua tenra idade. Fico pensando: por que algumas crianças conseguem ter essa infância plena; ao passo que outras têm carência de tudo; Por que algumas vivem aqui; ou lá; Umas protegidas; outras à mercê. Mas, principalmente, me questiono: que tipo de infância tiveram pessoas que hoje matam a infância de outras, que assassinam crianças e demais inocentes? Seja em Gaza, seja em qualquer dos mundos. Não deixemos que nossa esperança faleça a causa da realidade em sua forma mais atroz. Devemos fazer o exercício da verdade para dias melhores, pois o sorriso de uma criança é uma das traduções mais sublimes do que seja o amor: princípio sem fim.

Publicitária e escritora

COMENTÁRIOS
Jacques Beduhn - 17/07/2014 - 17h14
Olá, Ana. Bela reflexão; por mais que desgostemos, o mundo sempre estará em constante movimento e na guinada da vida, quem acaba se prejudicando muitas vezes são as crianças, que nada podem fazer e dependem dos adultos para poderem alcançar a felicidade. É uma grande infelicidade que muitos destes adultos não consigam ver isso e só saibam propagar o ódio e a violência. Mas, como dizem, o bem é maioria. Abraço, Ana.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Acorda, Brasil
A maré da indignação nacional, por força de suas vertentes naturais, rompeu os diques da tolerância popular e se espraiou com a violência de um tufão
O Dia Mundial do Turismo no Rio Grande
Domingo, dia 27 de setembro, será comemorado o "Dia Mundial do Turismo no Rio Grande do Sul"
Dilma: pague a compensação da Lei Kandir
Aprovada em 1996, a lei federal isenta o ICMS de produtos e serviços para exportação
Fusões & Aquisições, oportunidade e risco
Quatro vezes um é igual a um! Essa é ainda a matemática feita pelo investidor estrangeiro em relação ao Brasil

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e acessar
o arquivo do JC.


 
para folhear | modo texto