Porto Alegre, quarta-feira, 23 de julho de 2014. Atualizado às 18h53.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
18°C
15°C
8°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 2,2180 2,2200 0,36%
Turismo/SP 2,1200 2,3700 1,28%
Paralelo/SP 2,1300 2,3600 0,42%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
109177
Repita o código
neste campo
 
 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Acidente 07/04/2014 - 18h06min

Silo de moinho desaba e espalha toneladas de trigo em Maceió

Agência O Globo

Um dos quatro silos do Moinho Motrisa, em Maceió (AL), desabou na tarde desta segunda-feira (7), espalhando toneladas de trigo. Segundo testemunhas, o trigo soterrou carros e estabelecimentos comerciais. Ainda não se sabe se há soterrados.

De acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), quatro pessoas foram encaminhadas ao Hospital Geral do Estado, e uma delas em estado grave. Não se sabe se elas estavam soterradas.

A área no bairro do Poço, na parte baixa da capital alagoana, foi isolada. Cães farejadores axiliam nas buscas. Ainda não se sabe a causa do acidente. O silo tinha cerca de trinta metros de altura e fica em área movimentada próximo ao centro da cidade.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Maceió, Dinário Lemos, não havia irregularidades quanto à fiscalização do prédio. "Toda a documentação do moinho estava regularizada, também não recebemos nenhuma reclamação ou denúncia que apontasse o contrário", disse ao site G1.

Trinta e cinco bombeiros, sete viaturas, duas máquinas retroescavadeiras e um caminhão caçamba trabalham na busca a vítimas e na remoção do produto espalhado na via.

COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.

DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
MAIS TEXTOS DE Acidente

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e as edições
dos últimos
5 anos do JC.


 
para folhear | modo texto