Porto Alegre, quarta-feira, 24 de janeiro de 2018.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
22°C
30°C
22°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,2370 3,2390 0,90%
Turismo/SP 3,1500 3,3800 0,89%
Paralelo/SP 3,1500 3,3800 0,89%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  | 
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
170987
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
170987
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
170987
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

PORTO ALEGRE Notícia da edição impressa de 17/02/2014

Desapropriações e licenças ambientais emperram obras da Av. Tronco

Secretaria de Gestão da Capital diz que esbarra na remoção de figueiras e no remanejamento da fiação elétrica de via na zona Sul

Lorenço Oliveira

MARCELO G. RIBEIRO/JC
Baú diz que desapropriações e licenças emperram obras
Baú diz que desapropriações e licenças emperram obras

As obras de duplicação da avenida Tronco, no trecho da avenida Teresópolis, estão paralisadas desde o recesso de fim de ano. O trajeto, compreendido entre a Terceira Perimetral e a rua Anchieta, foi iniciado em setembro de 2013, parou no dia 23 de dezembro e não foi mais retomado. Segundo a Secretaria Municipal de Gestão (Smgae), falta “frente de obra” para dar continuidade a essa parte da avenida, além de licenças ambientais.

Com o anúncio de que a Tronco, uma das principais obras de mobilidade urbana prevista para a Copa do Mundo, não será concluída até o evento, os trabalhos começaram a se arrastar cada vez mais. Até o momento, na avenida Teresópolis, as empresas que tocam a obra concluíram apenas um trecho de 500 metros do trajeto, que inclui uma via de corredor de ônibus. Nessa parte, o tráfego continua com estreitamento e sinalizações, mas não há qualquer sinal de trabalho sendo realizado ali.

O coordenador técnico das obras de mobilidade urbana da Secretaria de Gestão, Rogério Baú, admite que a duplicação não figura mais no calendário de obras da Copa, mas que é preciso cumprir um cronograma. “A equipe que trabalhava nesse trecho específico da avenida Teresópolis agora está no canteiro de obras nas proximidades do estádio Olímpico”, esclarece Baú, que tem até março de 2015 para concluir os trechos 1 e 2 da duplicação (da rótula da avenida Gastão Mazzeron até a Terceira Perimetral, e até a rótula do Papa).

Um dos entraves para dar continuidade aos trabalhos na região é a desapropriação de áreas que irão aumentar o espaço para a duplicação. Segundo Baú, a negociação das desapropriações na avenida Teresópolis está fechada. “Dependemos principalmente da autorização das concessionárias responsáveis pela obra para remanejar a fiação elétrica. Além disso, aguardamos uma posição da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam), para solucionar a situação de figueiras que precisarão ser movidas do local”, adiciona Baú.

Segundo a Smam, no dia 3 de janeiro foi aberto um processo para o transplante de duas figueiras localizadas na área de alargamento da avenida Teresópolis. O processo está tramitando, e estão sendo realizados estudos para que a retirada das árvores não cause a morte delas. “É um trabalho muito minucioso e técnico, que dispende tempo”, afirma o engenheiro. A remoção de figueiras é proibida em todo o Estado pelo Código Florestal (Lei estadual 9.519/92).

O alargamento da avenida Tronco está previsto no Plano Diretor de Porto Alegre desde 1979. Com a Copa do Mundo, a avenida entrou na lista de obras de mobilidade urbana e conseguiu viabilizar investimento de R$ 136 milhões, com previsão de construir ciclovias e um terminal de ônibus BRT. Entretanto, surgiu a necessidade de reassentar cerca de 1,4 mil famílias que vivem às margens da avenida, o que passou a atrasar o andamento da duplicação.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Tapumes que cercam o espelho d'água serão removidos em outubro
Porto Alegre comemora os 80 anos da Redenção
Segundo Pinheiro, ainda neste mês terão início as primeiras intervenções
Assinado contrato para obras de revitalização da orla do Guaíba
O desfile foi aberto por volta das dez horas da manhã e aconteceu nos arredores do Parque Marinha
Desfile de 7 de Setembro é marcado por protestos na Capital gaúcha
Acendimento do fogo simbólico marca início da Semana da Pátria
Aceso fogo simbólico da Semana da Pátria

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e acessar
o arquivo do JC.


 
para folhear | modo texto