Porto Alegre, terça-feira, 02 de setembro de 2014. Atualizado às 22h24.
Hoje é Dia do Repórter Fotográfico.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
15°C
24°C
15°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 2,2430 2,2450 0,26%
Turismo/SP 2,1100 2,3800 0%
Paralelo/SP 2,1200 2,3900 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  |  ATENDIMENTO ONLINE
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
488160
Repita o código
neste campo
 
 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

TELECOMUNICAÇÕES Notícia da edição impressa de 21/02/2013

Apple sofre processo por prática comercial abusiva

Ação questiona a evolução tecnológica efetiva do iPad 4
EMMANUEL DUNAND/AFP/JC
Instituto alega prática de obsolescência programada pela companhia
Instituto alega prática de obsolescência programada pela companhia

Em disputa com a Gradiente pelo registro do nome iPhone no Brasil, a Apple enfrenta agora uma ação coletiva na Justiça. O Instituto Brasileiro de Política e Direito da Informática (IBDI) acusa a empresa norte-americana de prática comercial abusiva no lançamento do iPad 4 no País. Se perder, a Apple pode ser obrigada a indenizar todos os consumidores que adquiriram o tablet de terceira geração, substituído em menos de um ano.

O instituto alega que o iPad 4 não trouxe evolução tecnológica efetiva frente ao iPad 3 ou ‘Novo iPad’, caracterizando o que classifica de “obsolescência programada”. Na prática, a acusação é que o iPad 3 da Apple poderia ter chegado às prateleiras com as características apresentadas na quarta geração - um processador, um conector e uma câmera um pouco mais avançados.

Outro ponto levantado é que a retirada do ‘Novo iPad’ da linha de produção da fabricante se deu sem a comunicação adequada no mercado brasileiro. “O consumidor achava que estava comprando um equipamento de ponta, sem saber que já era uma versão obsoleta”, disse o advogado do IBDI, Sergio Palomares. Procurada, a Apple informou ainda não ter conhecimento da ação judicial.

Encaminhada à 12ª Vara Cível do Distrito Federal no último dia 6, a ação aponta que a Apple quebrou o paradigma de aguardados lançamentos anuais - seguido na 1ª, 2ª e 3ª geração do iPad - ao apresentar a quarta geração, em outubro de 2012, sete meses depois de lançar o tablet nos Estados Unidos e apenas cinco meses após o produto desembarcar no Brasil.

COMENTÁRIOS
Danilo Marques - 21/02/2013 - 13h01
Deviam fazer isso com o iphone 5 , que ainda nao tem na applestore do brasil e vendem o antigo com o preço do novo, favorecendo as operadoras brasileiras a vender o iphone 5 superfaturado


Fernando Henrique C dos Anjos -
21/02/2013 - 15h50
Gente que faz fila a meia noite para comprar um produto pelo nome e Hype que ele gera, desculpe mas merece ser enganado!


Daniel Longo -
21/02/2013 - 16h50
Fernando me desculpe, mas por ex. eu nao fiquei na FILA 00:00 mas comprei no dia do lançamento do iPad 3, não porque sou Hype como você disse, mas porque o produto me ajuda no dia a dia. Eu me senti muito lesado por esse ponto, e hoje não compro mais um produto nessas condições (na data do seu lançamento), seja Apple ou seja qualquer outro, acredito que se essa liminar for acatada pela Apple será um alívio, pois ai sim sei que não investi suado dinheiro em um produto que ja foi descontinuado.


Luis Deak -
21/02/2013 - 17h34
Este tipo de situação é realmente absurda. A minha esposa comprou o IPAD 3 nos EUA, e duas semanas depois a Apple anunciou o IPAD 4, pelo mesmo preço. Somos grandes fãs da Apple, mas nós nos sentimos verdadeiros idiotas.


Tadeu -
21/02/2013 - 17h37
O mercado é livre, compra quem quer, ninguém obriga ninguém. Eu continuo com meu IPAD 1 e me supre o que preciso. SÓ É LESADO QUEM QUER!!!


Rodrigo -
21/02/2013 - 17h37
Fernando... ótimo comentário! Nego que faz fila para essas coisas, pelo preço que cobram aqui, e ainda saem sorrindo e posando pra foto, tem que ser feito de trouxa mesmo.


Fernando -
21/02/2013 - 17h42
Concordo com o Fernando Henrique. Bando de baba-ovos da Apple.


fabiano -
21/02/2013 - 17h45
até que enfim gigantes possam ser punidos, pra eles tanto faz, mas para os clientes apple faz muita faz muita diferença no bolso...


Roberto Ellery -
21/02/2013 - 17h45
Dentro desta visão temos que processar as montadoras de carro também, por que os carros que temos aqui são todos obsoletos, o golf aqui é o 4, e na Europa ja vai para o 7..... Esse povo é muito desocupado e fica procurando o que fazer...


Claudio Junior -
21/02/2013 - 17h51
Na verdade as lojas e alguns sites (o Uol inclusive) noticiaram esse aparelho como iPad 4. Em qualquer lugar do mundo continua iPad 3 mas com algumas atualizações. Menos alienação pode fazer bem.


Lairoca -
21/02/2013 - 17h53
Eu não peguei fila, comprei o ipad 3 no dia do lançamento nos EUA e fiquei p. da vida quando lançaram o 4. E o pior que fui ver para vender e nem se tem referencia dele na apple store! Parece que compramos algo que não existe!


Paulo -
21/02/2013 - 17h54
Prática abusiva é do governo que cobra impostos estupendos. Tem gente querendo aparecer, é só ver o benchmark dos dois equipamentos para ver que existe uma grande diferença em relação a capacidade de processamento. O IBDI não passa de um aglomerado de ilustres desconhecidos.


Vanessa -
21/02/2013 - 17h54
Concordo com você, Daniel longo, eu gosto dos produtos da Apple, por sua qualidde, tecnologia de ponta, e fácil de manusear, que serve para acelerar meu processo pordutivo, porém não sou uma Hype, como o Fernando falou. Todavia, é uma tremenda falta de respeito aos consumidores comprar produtos que já se encontram obsoletos no mercado, de forma programada, e neste ponto a Apple engana os consumidores que, não sabendo da exitência do lançamento do IPad ou Iphone novo, compram os antigos com preços absurdos. Estou querendo trocar meu iphone, mas dinate do valor que as operadoras estão cobrando fica impraticável comprar.


Ricardo Carvalho -
21/02/2013 - 17h56
Se vc tem um Apple não é sinal de quer vc é Hype, é sinal de que você trabalhou mais, se esforçou mais e mereceu mais e por isso quer ter uma tecnologia melhor a sua disposição, até porque, você precisa dessa tecnologia. O mesmo papo de gente pobre: Ficar na Fila etc etc, papo de pobreta que anda de Android no bolso com 2 chips. Ridículo. Assuma, sou pobre, não posso ter um Apple, pronto. OU melhor, não preciso ter um Apple, porque não preciso usar uma tecnologia dessas pra nada. Quem tem sabe que foi lesado. E a ação é procedente. Parabéns! E você, volta pra fila das apostas da mega sena que tá bom demais. quem sabe um dia vc num tem um Apple tbm.


Marcelo -
21/02/2013 - 17h58
A verdade é que a Apple não está nem aí com o Brasil.


Richard Rocha -
21/02/2013 - 17h59
Roberto Ellery, como aponta a reportagem, quem entrou com a ação foi o Instituto Brasileiro de Política e Direito da Informática, que como o próprio nome indica, não tem para fiscalizar a indústria automobilística. Se você se sente lesado pelas montadoras, procure você por seus direitos. Não queira desmerecer o ativismo dos outros.


ROBSON -
21/02/2013 - 18h03
Isso se chama ansiedade vontade de ter algo ou alguma coisa antes antes do próximo


RENATA -
21/02/2013 - 18h05
COMPREI UM IPAD NOS EUA, E LÁ ELES FORAM CLAROS EM AVISAR QUE EXISTIA POUCA DIFERENÇA ENTRE AS VERSÒES, TANTO QUE ELES CHAMAM DE IPAD NOVO OU RETINA, E NÃO IPAD 4. QTO A COMPRAR PRODUTOS OBSOLETOS E CAROS, A ÚNICA COISA QUE TENHO A DIZER É: BEMVINDOS AO 3. MUNDO!


Eduardo Perim -
21/02/2013 - 18h07
A segurança publica no país em colapso, e alguns preocupados por não terem um tablet de ponta...


Gustavo Herdoiza -
21/02/2013 - 18h14
meus queridos amigos como eu que compramos os produtos da Apple, vcs sabiam que nos Estados Unidos estao vendendo o mini apad com celular incorporado.


Alessandra -
21/02/2013 - 18h16
Caros, acho que estamos discutindo o ponto com uma visao errada. Moro nos EUA e os consumidores aqui sao muito respeitados. Nao eh uma questao da Apple e sim de uma pratica no mercado brasileiro. Aqui nos EUA, todos sabem que os brasileiros pagam pelos carros mais caros do mundo e pelos eletronicos mais caros do mundo. Independentemente de ser Apple ou nao, precisamos eh lutar pelos nossos direitos de consumidor. A culpa nao esta no consumidor que ficou a meia noite na fila, esta no comportamento que temos coletivamente, nos precos que aceitamos pagar por tudo..celular, carro, moto, roupa, televisao etc...outro dia vi numa loja aqui uma TV de 80 polegadas por $4000..vi a mesma TV no Brasil por R$45000...se todos..TODOS...pararmos de consumir e aprendermos a guardar o nosso dinheiro e esperar, aposto que o preco baixa...isso se chama lei de mercado..


Leandro Zanardi -
21/02/2013 - 18h19
É muito engraçado ver o pessoal dizendo que não é Hype ou Fanboy e querendo trocar de aparelho a cada mês e no dia do lançamento hahaha, ainda dizendo q vai melhorar a produtividade sendo que o aparelho vai fazer exatamente o mesmo que o anterior, a não ser q a produtividade esteja relacionada a jogar hehehe. Eu acho q a apple ta é certa, tem q lançar um na sequencia do outro, enquanto tem panaca achando q por causa de 1kb de memória o aparelho ja é ultrapassado. Esse Jobs foi um gênio, ta pau a pau com o Edir Macedo na capacidade de enganar tontos, muito embora pelo menos a maça entrega um bom produto em troca da facada ahhahaha


alfredo -
21/02/2013 - 18h20
Partindo do princípio dessa ação,e se for julgada procedente, os fabricantes de automóveis serão os próximos a sentarem no banco dos réus. Fazem o que bem entendem, cobram verdadeiras fortunas por veículos obsoletos e ainda fazem propaganda enganosa sobre seus produtos.


Bira -
21/02/2013 - 18h33
A tecnologia está na mão de uns caras atrás de uma escrivaninha preta cheia de gavetas; a 10 pode ter o que você precisa, mas ele só vai abri-la depois que nós consumirmos o que está na 1, 2, 3 etc, porque o que importa é o retorno do investimento deles em pesquisa. Olhem em volta, TV, PC, Tablets, tudo funciona assim...


Gilberto Santana -
21/02/2013 - 18h39
O visionário morreu. Ficaram os estelionatários.


celso silvestre -
21/02/2013 - 18h41
tenho um ipad 3 só mudaram o nome pois é praticamente igual ao ipad 4,a camera os videos a tela de retina, tudo igual, o processador a5X praticamente igual ao A6 não sei porque lançaram o ipad 4 sendo que o 3 é praticamente a mesma coisa se caber indenização quero tambem hahaha


Francisco Sousa -
21/02/2013 - 21h19
Que idiotice. Compra quem quer. O ciclo de vida dos eletrônicos atualmente se mede meses, e isso é bom para o consumidor. Ah, terceiro mundo!!


Eduardo -
21/02/2013 - 22h37
Está na hora de colocar ordem no barraco, a apple precisa deixar de achar que o Brasil e um País de trouxas, apesar de existirem alguns!


Heracles Abramides -
22/02/2013 - 07h08
Realmente vários comentários, mais como ja foi mencionado aqui, a tecnologia muda o tempo todo, os produtos ficam nas lojas e chegam as novas versões com mais tecnologia, mais a Alessandra que mora EUA, comentou sobre o grande problema que existe, OS IMPOSTOS, aqui tudo chega bem depois e as taxas, são abusivas, isso acontece de verdade. Neste caso, a Apple rapidamente deixou de fabricar o Ipad 3 lançou Ipad 4 pois tecnologicamente surgiu algo melhor, ao lançar no mercado, logicamente quem comprou o Ipad 3 fica com raiva, essa situação sempre vai acontecer. Não quero defender, mais tambem acho uma tremenda bobagem discutir plano de ação de qualquer fabricante que seja, eles lançam e pronto, tem carro 2014 sendo lançado e ainda tem 2012 para vender!!! O alcance da marca Apple é muito grande, deveriam comentar casos de outros fabricantes de produtos semelhantes, não acham??


Felipe -
22/02/2013 - 08h19
Eu comprei um Ipad 2 em maio do ano passado, já sabendo que o Ipad 3 seria lançado no mesmo mês. Em menos de 1 ano, dois novos modelos foram lançados.


Flávio -
22/02/2013 - 09h29
É esse o respeito que a Apple tem pelos seus consumidores. Dou rizada quando alguém compra esses produtos da Apple e fica se vangloriando. Tudo produtos obsoletos. Tem produtos no mercado muito mais avançados e mais baratos.


Eduardo Silva -
22/02/2013 - 09h55
Ah não, Ricardo Carvalho! Pobreza é achar que precisa comprar um Apple pra falar que é rico....


Alexandre -
22/02/2013 - 10h08
Para o Ricardo Carvalho, Vc Acha que ter Apple é sinônimo de quem tem dinheiro? Já ví que lhe falta inteligência, pois qualquer pobre pode comprar I qq coisa em prestações à sumir de vista, aposto que vc tem um carro 1000 comprado em suaves parcelas. Eu comprei um Ipad e não gostei da falta de liberdade que ele proporciona, Vc não pode fazer o que quer e da mameira que quer. Dei o Ipad para o meu o filho e comprei um Android Samsung Galaxy Tab. Tenhum um Nokia N8 e não troco de nenhuma maneira por um telefone (Iphone) cuja bateria dura menos de 24 horas só porque tem uma maçazinha estampada nele. Poder optar é muito bom e nem sempre é uma questão de ter dinheiro, seja um pouco mais inteligente. Só para completar, comprei um Imac para o meu filho e continuo com o meu I7 com 16gb de memória e pronto, é falta de grana ou opção inteligente e pensada? Cada um compra o que quiser, ainda existe o livre arbítrio.


Caio Ferreira -
22/02/2013 - 13h08
A Apple ao contrario de suas concorrentes lança uma vez ao ano uma nova versão de seus produtos, desta vez lançou depois de só 6 meses ok mas, as outras empresas lançam trocentos aparelhos a todo momento e a variação dos preços muda a todo momento diferentemente da Apple. Apesar de acreditar tambem ser um erro dela ter feito esse "descaso" o iPad 3 já é um ótimo aparelho e não deixa nada a desejar quando se comparado com o 4. Frescura de quem quer tudo "atualizadinho" e na real nem mesmo iria sentir grandes diferencas entre um e outro.


Juliana Hahn -
23/02/2013 - 09h26
Eu comprei meu iPad 3 e no dia seguinte lançaram o iPad Mini. Poucos dias depois, o iPad 4. Também nao gostei, pois achei que estava comprando um produto super novo, high tech, e depois percebi que ele já estava ultrapassado. Eu sou fã dos produtos da Apple, mas fiquei frustada com o que aconteceu. Estou torcendo pra que dê certo e que sejamos recompensados. Obrigada.


Pedro Gama -
26/02/2013 - 11h00
Só para que eu entenda melhor: Se não houve "evolução tecnológica" da versão 4 para a 3, onde está a lógica da afirmação de que "foram adquiridos produtos tecnológicamente defasados quando compraram a versão 3". E mais: comprou-se o 3, após o lançamento do 4, mais barato, e utilizando-se o tal do livre arbítrio (Freewill), e só mais uma informação. O iPad não foi "lançado" no Brasil, foi lançado nos EUA. No Brasil, passou-se apenas a ser vendido, e não na data em que a "Apple" decidiu, mas sim à partir da data em que a "ANATEL permitiu"... Sou Advogado... ou melhor, não sou, sou apenas formado e pós-graduado em Direito, na verdade sou tabelião, mas ver esta prática de ficar fazendo dinheiro na "esperteza jurídica" chega a dar pena... Gente, trabalhe!!! É bem mais dígno.


Leonardo Andrade -
27/02/2013 - 00h17
Opa tomara que eu ganhe algo com isso!! Enviei ate um email para a Apple que nem foi respondido, também me senti lesado por comprar um dispositivo caro que foi substituído em menos de 3 meses!!


Marcelo -
31/05/2013 - 19h31
E como ficou isso? Alguem sabe?


Marcelo -
31/05/2013 - 19h31
E como ficou isso? Alguem sabe?

DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Vivendi diz que negociará GVT direto com a Vivo
As propostas das duas companhias telefônicas brasileiras, TIM e Vivo, pela GVT no Brasil haviam sido formalizadas aos diretores da Vivendi na quarta-feira
Brasil fecha julho com 276,15 milhões de celulares
Dados da Anatel mostram que a banda larga móvel chegou a 132,89 milhões de acessos no sétimo mês de 2014
Anatel divulga tarifas de telefones fixos para celulares
Anatel aprovou um reajuste de 1,5% nas tarifas de telefones fixos nas ligações locais e de longa distância para celulares
Vivendi fará negociação exclusiva com Telefonica por GVT
 A nova proposta supera, por enquanto, uma oferta rival da Telecom Itália

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e as edições
dos últimos
5 anos do JC.


 
para folhear | modo texto