Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 16 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Inter

Notícia da edição impressa de 16/05/2018. Alterada em 16/05 às 00h27min

D'Alessandro ainda é dúvida para encarar a Chapecoense

Julgamento pode deixar argentino de fora por, no mínimo, quatro jogos

Julgamento pode deixar argentino de fora por, no mínimo, quatro jogos


/RICARDO DUARTE/INTER/JC
O meia D'Alessandro não sabe se terá condições de defender o Inter contra a Chapecoense, segunda-feira, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador depende da recuperação de um desconforto muscular e será avaliado diariamente.
Além disso, o argentino também aguarda o julgamento de amanhã, no Rio de Janeiro, no qual pode ser punido com até 12 jogos de suspensão pelos incidentes no jogo diante do Flamengo. A pena mínima no artigo em que ele está incluso é de quatro jogos. A situação pode se agravar ainda mais, já que, logo em seguida, D'Ale pode passar novamente pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), por conta da confusão ocorrida após o apito final do Grenal, envolvendo o atacante gremista Luan.
O camisa 10 já ficou fora do clássico do último sábado por conta de um desconforto muscular e ainda não está reintegrado ao grupo de atletas. No treinamento de ontem, o argentino apenas correu ao redor do gramado acompanhado de Edenilson. Os demais jogadores realizaram atividade técnica sob comando de Odair Hellmann.
Edenilson está afastado para se recuperar de uma lesão no joelho esquerdo. O meio-campista tem prazo de retorno previsto para três semanas. Ainda não treinou com bola desde o jogo com o Cruzeiro, quando se machucou.
Contra a Chapecoense, o Inter buscará a segunda vitória no Brasileirão. O time gaúcho só ganhou na estreia até o momento e figura na parte de baixo da tabela. Depois de bater o Bahia, vieram derrotas para Palmeiras e Flamengo e empates contra Grêmio e Cruzeiro.
Pior do que isso, o Colorado amarga uma seca de gols. Ontem, fez exatamente um mês do último gol, marcado por Nico López diante dos baianos, na estreia do Brasileirão. O atacante Rossi confidenciou que o fato de a equipe não marcar há cinco partidas vem incomodando. "Nós temos a responsabilidade de fazer os gols e isso tira o sono. O gol está engasgado e já estou sonhando com ele, com a comemoração, com tudo", disse.
Rossi falou ainda sobre as polêmicas do clássico Grenal. "O que aconteceu tem que ficar no campo. Se discutiu, não tem que levar para fora. O clássico já passou e vamos pensar no Grêmio apenas no returno, que será em casa e aí é diferente", afirmou.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia