Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 15 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Carlos Pires de Miranda

De Olho na tevê

Notícia da edição impressa de 15/05/2018. Alterada em 14/05 às 21h45min

Faltou alguém na lista?

Mal foram anunciados os nomes, surgiram opiniões divergentes. Normal. Duas, até três modificações se poderiam fazer, mas as outras 20 convocações estariam corretas. Não se devem analisar individualmente os 23 jogadores: importa é o grupo, o que o técnico pretende fazer em campo, as alternativas que julga necessárias para mudar uma partida, ou o modo de jogar. E isso ninguém sabe melhor do que Tite, que tirou a seleção da beira do abismo e a levou à Copa com o respeito que a camisa canarinho merece.
Hoje tem mais Grêmio
Ainda estamos comentando o Grenal e hoje o Tricolor já estará em campo, a milhares de quilômetros da Arena, com meio time poupado. De lá vai a Curitiba enfrentar o Paraná, retorna a Porto Alegre para jogar contra o Defensor dia 23. Está certo que esses adversários não assustam, mas depois, até a Copa, o Grêmio seguirá jogando duas vezes por semana pelo Brasileirão. Claro que a conta dessa maratona acabará chegando, na forma de desgaste físico, lesões etc. A menos que se aceite o que Renato vem fazendo: assume algum risco de perder pontos, ao invés de perder atletas.
Como fugir da Z-4 em seis dias
O Inter pode fazer seis pontos em seis dias e afastar-se da tenebrosa Z-4, da qual hoje escapa apenas pelo saldo de gols. Vai treinar toda esta semana, segunda-feira tem a Chape - que não lhe é superior -, passa mais uma semana descansando e domingo, 28, receberá o Corinthians. Pedreira? Nem tanto: o Timão foi bem melhor e derrotou o Palmeiras, é verdade, mas joga nesta quinta-feira na Venezuela, domingo pega o Sport em Recife, na quarta-feira decide vaga com o Millonarios e só depois cairá no colo do Inter. Com o time reserva - se for o titular, estará em frangalhos.
Uma vitória de Hellmann
Embora tenha mandado no jogo inteiro, o grande favorito fracassou no Grenal. Encontrou um adversário com clara - e bem-sucedida - proposta de jogo: defender-se. Com o empate em um jogo morno, nem o Grêmio deixa de ser um dos candidatos ao título, nem o Inter se pode considerar merecedor de posição diferente da que ocupa - ou seja, o Grenal serviu apenas para dar um merecido fôlego a Odair Hellmann.
Pitacos
  • Eu vi dois, o Grêmio reclama de três pênaltis no Grenal, que poderia ter outro placar.
  • Osvaldo Pascoal, no Fox Sports, horas antes do sorteio (?!) do árbitro para Corinthians e Palmeiras: "Vão chamar o Daronco porque ele resolve". Chamaram mesmo - e ele resolveu.
  • O goleiro do Vitória defendeu um pênalti, mas fez outro ao dar rebote e disputar a bola com o atacante do Vasco. O pelotense Jean Pierre não hesitou um segundo para assinalar o raro lance.
  • Tive razão ao recear pelo comportamento de D'Ale no Grenal: sem jogar, conseguiu armar grossa confusão com Luan - e vai terminar no TJD.
  • Inacreditável: o modesto Levante fez 5 a 4 e quebrou a invencibilidade do Barça, na penúltima rodada do Espanhol.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 15/05/2018 08h43min
PAPO RETO SOBRE O CHORORO DOS GREMISTAS!!!nO que faltou para o time do Grêmio foi um Cristiano Ronaldo para bater uma falta com um chutinho de m..., e o medroso do Lucas Barrios, sair na foto de ladinho. Quero registrar que foi GOL DO REAL MADRID naquele dia que os Gremistas jogaram com muito medinho, tri retrancados e envergonhando a sua torcida. O Internacional soube respeitar a grandeza do adversário, jogando conforme o futebol que o coirmão Gaúcho jogou naquela final do mundial FIFA em 2017. Agora cá entre nós, reforço que a dupla de meio campistas e atacantes poderiam ter funcionado bem melhor no time Colorado neste passado e zerado GreNal 416. Com certeza se o time treinado pelo Odair Hellmann tivesse no meio de campo a dupla sertaneja Romildo Bolzan e Rodrigo Dourado, desarmando, reclamando, espanando a BOLA, mais o atacante falador Renato Portaluppi chutando as palavras para tudo que é lado, nós teríamos conseguido vencer o GreNal, mesmo sem o DAlessandro em campo. O resto é balela e chororo. Pode chorar Gremistada, o Odair ainda está vivo. Abs. Dorian Bueno, POA, 15.05.2018n