Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 10 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Notícia da edição impressa de 11/05/2018. Alterada em 10/05 às 21h06min

As schwesters

ACERVO AMARILIO VIEIRA DE MACHADO/DIVULGAÇÃO/JC
Desde primeiras schwesters, há 90 anos, o Hospital Moinhos de Vento zela pela excelência no atendimento, que passa pela equipe que representa um terço dos seus mais de 3 mil colaboradores. Mas não basta viver só de história: a instituição promove até hoje o 4º Simpósio Internacional de Enfermagem. A instituição traz especialistas do Brasil e do exterior.

Feia, mas deliciosa


LP/Divulgação/JC
Depois de pescar um senhor robalo no rio Tramandaí, o leitor Luiz Pereira aventurou-se nas águas do rio Paraná, na província de Corrientes, Argentina, disposto a mais uma façanha fluvial. Deu-se bem. A arraia da foto tem cerca de 140 quilos, 20 anos de idade e, segundo os nativos, a carne é deliciosa. Mas o pescador não pôde conferir a qualidade, porque a arraia foi devolvida ao rio.

Itaú assume de vez...

Na última segunda-feira o Itaú assumiu de vez o Citibank, compra já anunciada no ano passado. A migração dos antigos clientes do Citi e, com ela todas as operações imanentes, está quase concluída. O Citi tem uma longa história no Brasil, e em Porto Alegre em especial. A primeira agência era na rua Sete de Setembro, Centro Histórico, e o gerente era Ivo Tonin.

...o americano CitibanK

O banco norte-americano foi pioneiro em muitas coisas, contrastando com o perfil conservador dos demais bancos gaúchos. Era no detalhe que ele atraía clientes, como talão de cheques com 50 folhas - o cheque não era padronizado na época, cada banco tinha seu formato -, e não devolvia cheques sem fundo. Antecedeu o cheque especial, inexistente então.

Historinha de sexta

"Não se desespere, Jânio vem aí." Esse era o slogan da campanha de Jânio Quadros para presidente da República em 1960. O Brasil vivia momentos difíceis pelo "mar de lama" e suicídio de Getulio Vargas, então o Brasil buscava um salvador da pátria. Como hoje. O símbolo da campanha era uma vassourinha, e jingles inundavam as rádios com o verso "varre, varre, vassourinha".
Era um ótimo dicionarista e se elegeu duas vezes como prefeito de São Paulo. Como presidente, foi um desastre. Entre tantas outras diatribes, proibiu até o biquini. Renunciou em 1961 depois de sair do cargo esperando que o povo o carregasse nos ombros de volta. Não carregou.
Estaríamos na iminência de eleger outro Jânio Quadros em outubro próximo?

Fala a Smim

A propósito da nota de quinta-feira "Remendão", a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Smim) concorda que essa não é a melhor alternativa a que esse tipo de serviço, mas que é ação necessária devido à "grave situação financeira das contas públicas".

Direto na veia

O BRDE e a Agência de Desenvolvimento do Alto Uruguai promovem até esta sexta-feira, em Erechim, projeto inédito de cooperação técnica. Segundo Luiz Corrêa Noronha, diretor de Planejamento e financeiro do banco, fomento e captação de recursos são feitos ao mesmo tempo com base no planejamento comunitário, "com envolvimento de agentes públicos, privados e sociedade civil".

Tempos de afinação

Para tornar o seu pré-candidato ao governo do Estado mais conhecido na Capital e na Região Metropolitana, o PP realizou ontem um encontro de mobilização na Câmara de Vereadores de Porto Alegre. Luis Carlos Heinze estava acompanhado da senadora Ana Amélia Lemos - essa, já conhecida do público e candidata à reeleição.

O Caminho de Abraão

O jornalista Jamil Chade fala, nesta segunda-feira, às 19h30min, na Famecos/Pucrs, sobre seu trabalho como correspondente internacional do Estadão, e também lança seu livro de ficção "O Caminho de Abraão".

Não deu

Autoridades uruguaias reconhecem o fracasso do controle legal da maconha, pois apenas 15% dos consumidores usam os meios legais de venda da droga. Dados do Instituto de Regulación y Control del Cannabis informa que 23.161 pessoas estão cadastradas para comprar nas poucas farmácias que vendem a "maconha legal", e 147 mil compram de traficantes, o que agrava a insegurança, aumenta o número de homicídios e guerra de gangues.

Miúdas

  • PERIGO é ainda maior quando as pessoas saem do prédio com portaria recuada.
  • DEU no jornal: alta do preço do petróleo prejudica as empresas aéreas.
  • NÃO deu no jornal: durante anos, as empresas aéreas foram beneficiadas com o petróleo barato.
  • FÁBIO Koff era, sobretudo, um resistente. Pertencia a uma geração de presidentes de clubes acima da média.

Finais

FÓRUM Segurança, promoção da ONG Brasil Sem Grades Ministério Público do RS, será dia 4 de junho/17h/ Palácio do MP. JONAS Brevia assume a presidência da Fiema Brasil 2020 (feira ambiental). CREMATÓRIO Metropolitano lembrará as mães domingo com missa/10h e exposição Mulheres na Literatura Brasileira.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia