Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 14 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Relações Internacionais

14/04/2018 - 13h38min. Alterada em 14/04 às 14h22min

Conselho de Segurança da ONU se reúne neste sábado após ataque na Síria

Conselho da ONU se reúne neste sábado para tratar de conflito aberto na Síria

Conselho da ONU se reúne neste sábado para tratar de conflito aberto na Síria


Drew Angerer/Getty Images/AFP/JC
O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) se reúne desde o começo da tarde deste sábado (14), a pedido da Rússia, após os ataques realizados na última passada pelas forças armadas de EUA, França e Reino Unido a alvos sírios, informou um diplomata da ONU.
O presidente russo, Vladimin Putin, considerou o ataque "um ato de agressão" que só piorar a crise humanitária na Síria. "Com suas ações, os EUA estão aprofundando uma catástrofe humanitária na Síria", disse, em um comunicado divulgado neste sábado. O Conselho de Segurança realizou reuniões de emergência na última semana sobre o suposto ataque químico realizado no fim de semana passado em Douma, no subúrbio de Damasco.
O presidente dos EUA, Donald Trump, e seus aliados britânicos e franceses dizem que os ataques aéreos eram necessários para impedir o uso de armas químicas pela Síria. A Rússia insiste que não há provas de que armas químicas tenham sido usadas em Douma. Uma equipe de investigação da Organização para a Proibição de Armas Químicas está na Síria para investigar o caso.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia