Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Investigação

Alterada em 11/04 às 11h06min

Polícia Federal investiga grupo que fraudava fundos previdenciários em municípios do Pará

Agência Brasil
A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quarta-feira (11) a Operação Colinas de Rocha, para concluir investigação envolvendo fraudes cometidas por um grupo empresarial criminoso em fundos de Previdência de servidores de municípios do estado do Pará. Segundo a PF, o grupo agia irregularmente no mercado financeiro, "captando recursos de institutos de Previdência de servidores municipais para aplicação no Sistema Financeiro Nacional".
O Fundo de Previdência de Oeiras do Pará foi um dos alvos do grupo criminoso. As investigações constataram desvios de mais de R$ 14 milhões. A quantia equivale a mais da metade dos recursos do instituto de previdência do município.
Os policiais federais cumprem dez mandados de prisão preventiva e 17 de busca e apreensão em endereços nos estados do Pará, do Amapá, de Tocantins e de Santa Catarina.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia