Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Vestibular

11/04/2018 - 10h04min. Alterada em 11/04 às 15h02min

Veja a lista de leituras obrigatórias do Vestibular 2019 da Ufrgs

Relação de livros agora inclui Hamlet, de William Shakespeare

Relação de livros agora inclui Hamlet, de William Shakespeare


MARCELO G. RIBEIRO/JC
Tem novidade na lista e na concepção das leituras obrigatórias para o Vestibular de 2019 da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). Na lista divulgada na manhã desta quarta-feira (11) pela Ufrgs, saem textos de Fernando Pessoa, Aluisio Azevedo e Padre Antônio Vieira e entra, como um marco de mudança, Hamlet, de William Shakespeare.
Também estarão no rol de novidades poemas da portuguesa Florbela Espanca e o livro Úrsula, da escritora brasileira Maria Firmina dos Reis. Machado de Assis não ficou completamente de fora, pois sua obra Papéis avulsos.
Em nota da universidade, a professora do Instituto de Letras Márcia Ivana de Lima e Silva explica que a mudança é no perfil da prova. Segundo Márcia, até o último Vestibular, o conteúdo explorava Literatura de Língua Portuguesa. A partir da edição de 2019, a professora explica que o programa aborda Literatura em Língua Portuguesa, o que possibilita a inclusão de traduções de autores e de obras relevantes.
Márcia lembra que o texto de Shakespeare também é referência para áreas como Direito, História e Ciências Sociais. “Shakespeare é um autor canônico, lido no mundo todo, e também já é trabalhado por várias escolas brasileiras de Ensino Médio”, afirma a professora.
Outra marca na lista com 12 obras foi a valorização de autoras. Mais duas mulheres entraram no rol. Florbela Espanca e Maria Firmina dos Reis nasceram no século 19 e não tiveram o devido reconhecimento em sua época. Maria Firmina é do Maranhão e se une a outras brasileiras na lista - Carolina Maria de Jesus e Clarice Lispector. Em Úrsula, de 1859, a escritora maranhense faz uma crítica pioneira à escravidão no Brasil, cita a Ufrgs.

Confira a lista completa para o Vestibular de 2019: 

  • 1. Florbela Espanca – Poemas: 1. Fanatismo; 2. Horas rubras; 3. Eu; 4. Vaidade; 5. Lágrimas ocultas; 6. A minha dor; 7. Suavidade; 8. Se tu viesses ver-me; 9. Ser poeta; 10. Fumo; 11. Frêmito do meu corpo; 12. Realidade; 13. Súplica; 14. Doce certeza; 15. Quem sabe?!.; 16. A Mulher I; 17. A Mulher II; 18. Amiga; 19. Ódio 20. Amar!; 21. O maior bem; 22. Neurastenia.
  • 2. Machado de Assis: Papéis avulsos
  • 3. Maria Firmina dos Reis: Úrsula
  • 4. William Shakespeare: Hamlet
  • 5. Valter Hugo Mãe: A máquina de fazer espanhóis
  • 6. Carolina Maria de Jesus: Quarto de despejo: diário de uma favelada
  • 7. Elis & Tom: Álbum/Disco de 1974
  • 8. Michel Laub: Diário da queda
  • 9. Erico Verissimo: O Continente
  • 10. Chico Buarque e Paulo Pontes: Gota d’Água
  • 11. Caio Fernando Abreu: Morangos Mofados
  • 12. Clarice Lispector: A Hora da Estrela
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia