O "ovo" deixou se der simplesmente nosso bairro ou cidade? O "ovo" deixou se der simplesmente nosso bairro ou cidade? Foto: ABDULLAH POPE/AFP/JC

O mundo pode ser um ovo

É comum ouvirmos brincadeiras de que a cidade onde moramos é um ovo. Difícil sair na rua sem pechar com algum conhecido. E, agora, graças à tecnologia, a sensação que se tem é que o mundo virou um ambiente que aproxima as pessoas, independentemente do continente.
E, para empreendedores e empreendedoras, essa realidade traz uma série de oportunidades. Na contracapa desta edição, temos uma entrevista com a norte-americana Ingrid Vanderveldt, fundadora e presidente do projeto Empowering a Billion Women (EBW) by 2020. A conversa tem tudo a ver com essa história.
O objetivo da Ingrid, entre outras coisas, é conectar empreendedoras. Para isso, ela viaja a diversos países - está no Brasil nesta semana - para analisar de que forma as competências locais podem colaborar com as demandas globais.
Já falamos sobre isso em outras ocasiões, mas é bom repetir: hoje, quando você cria uma empresa, a sua preocupação deve ser com o mundo, não mais apenas com o seu bairro. Pois há diversas iniciativas como o EBW, da Ingrid, para potencializar empreendimentos com um olhar bastante amplo.
Todo mundo começa pequeno. Mas crescer, gerar impacto em outros idiomas, deixou de ser ilusão. É possível, muito possível.
Are you ready?
#global
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio