Porto Alegre, segunda-feira, 16 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Manifestantes britânicos pedem fim de bombardeios contra a Síria

A reação contrária aos bombardeios contra a Síria que já haviam despontado no sábado (14) em regiões do país também emergiram dentro da casa das grandes potências que promovem a nova investida contra o regime do presidente Bashar Al Assad. Nesta segunda-feira (16), britânicos foram às ruas em Londres para pedir que as autoridades do Reino, Estados Unidos e França, que lideraram a ação na madrugada de sábado - horário da Síria, “parem os bombardeios” e denunciaram "que inocentes estão sendo mortos". Damasco, capital síria, foi alvo de bombardeios disparados de navios e jatos norte-americanos. O protesto ocorreu em frente ao parlamento inglês. Nesta segunda, a primeira-ministra Theresa May compareceu ao legislativo do país para explicar a ação. May disse que os ataques foram o último recurso, uma vez que negociações diplomáticas não haviam funcionado. 
 

FOTO Tolga AKMEN/AFP PHOTO/JC