Porto Alegre, sexta-feira, 13 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Estudantes franceses ocupam universidades e revivem Maio de 68, cinquenta anos depois

Cinquenta anos depois do Maio de 68, movimento que gerou uma onda de protestos no setor educacional, milhares de estudantes franceses voltaram a ocupar universidades do país, desta vez em protesto contra uma nova lei de acesso ao ensino superior. A Lei Vidal foi aprovada em fevereiro e determina processos seletivos para ingresso nos cursos da rede pública. Antes da nova regra, todos os estudantes tinham sua vaga garantida nestas universidades, exceto em algumas graduações mais disputadas em que se recorre a critérios mais competitivos. Para os manifestantes, a mudança é discriminatória. Cerca de 70 universidades públicas do país foram convocadas pelo movimento de Coordenação Nacional Estudantil para aderir a mobilização e interromper suas aulas. Na terça-feira (10), estudantes ocuparam a sede da Universidade de Paris Sorbonne, uma das principais da França.
 

FOTO GERARD JULIEN/AFP/JC