Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 16 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

aviação

Alterada em 16/04 às 11h06min

Embraer entrega 14 jatos comerciais e 11 executivos no 1º trimestre

A Embraer anunciou nesta segunda-feira (16) ter entregue 25 aeronaves no primeiro trimestre de 2018, sendo 14 jatos na área de aviação comercial nos Estados Unidos, Europa e Ásia Pacifico. No segmento de aviação executiva, 11 unidades foram entregues nesse período, sendo oito jatos leves e três jatos grandes. O resultado é 25% inferior ao anunciado um ano antes, quando foram entregues 33 aeronaves, 18 no segmento de aviação comercial e 15 no segmento executivo.
Dos 14 jatos entregues no segmento comercial entre janeiro e março deste ano, 11 foram do modelo E175 e três do modelo E190. Na aviação executiva, foram quatro Phenom 100, quatro Phenom 300, dois Legacy 450 e um Legacy 500.
Segundo comunicado da fabricante brasileira de aviões, o valor consolidado da carteira de pedidos firmes do período, em dólares, será divulgado juntamente com os resultados do primeiro trimestre de 2018, em 27 de abril. Isso porque a carteira de pedidos da empresa firmes passou a fazer parte das Demonstrações Financeiras, de acordo com os novos requisitos da IFRS 15.
O principal destaque do trimestre, segundo a Embraer, foi a certificação tripla do jato E190-E2, obtida em fevereiro. O avião recebeu o Certificado de Tipo da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), da Federal Aviation Administration (FAA), dos Estados Unidos, e da Agência Europeia para a Segurança da Aviação (European Aviation Safety Agency - EASA).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia