Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 05 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Tributos

Notícia da edição impressa de 05/04/2018. Alterada em 04/04 às 20h39min

Prazo para declarar bens no exterior vence hoje

Termina hoje o prazo para entrega da Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior (DCBE), ano-base 2017. Pela primeira vez, os brasileiros terão que informar toda a cadeia societária dos ativos que detêm no exterior. Ou seja, além da participação direta em um fundo, por exemplo, terão que apontar as empresas ou fundos nos quais são majoritários por meio desse fundo, e o patrimônio líquido de eventuais participações minoritárias.
De acordo com a advogada Cássia Monteiro Cascione, sócia do L.O. Baptista Advogados, a medida visa dar maior transparência aos ativos de brasileiros no exterior e facilitar a troca de informações com outros países. Para ela, a abertura de informações que o Banco Central está pedindo agora mostrará a real extensão dos investimentos no exterior. A maior dificuldade para atender à exigência, diz Cássia, é a obtenção dos balanços patrimoniais. Dependendo do país e do tamanho das sociedades, a elaboração desses balanços não é exigida localmente. "É a única forma de ter o PL e, nesses casos, tem que ser apurado o balanço para atender os investidores brasileiros", afirma.
A exigência de DCBE atinge todas as pessoas físicas e/ou jurídicas residentes, domiciliadas ou com sede no país, detentoras de ativos (incluindo imóveis, depósitos, disponibilidade em moeda estrangeira, dentre outros ativos) de valor igual ou superior a US$ 100 mil, em 31 de dezembro de 2017.
De acordo com o Banco Central (BC), o preenchimento da declaração é realizado via formulário eletrônico. Para ter acesso, basta acessar o seguinte endereço de internet: http://www4.bcb.gov.br/rex/cbe/port/cbe.asp. "A entrega fora desse prazo - assim como a entrega com erro ou vício, ou a não entrega da declaração - é passível de aplicação de multa pelo BC", registrou o BC.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia