Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 12 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Notícia da edição impressa de 13/04/2018. Alterada em 12/04 às 21h31min

Trincheira da Anita


MARCO QUINTANA/JC
Guilherme Kolling, interino
Mais uma obra da Copa de 2014 será retomada. Nesta sexta-feira, às 9h, recomeça a empreitada na trincheira da rua Anita Garibaldi, no trecho entre a Carlos Gomes e Alameda Raimundo Corrêa. O fluxo está liberado há tempo, mas falta concluir 10% da obra. O trabalho deve levar seis meses.

Mudanças no trânsito

O canteiro de obras na alça da Anita Garibaldi vai provocar mudanças no trânsito, com sinalização temporária. O trabalho começará pelo alargamento da Anita, entre as alamedas Raimundo Corrêa e Vicente de Carvalho. A trincheira permanece aberta à circulação, operando em duas faixas de tráfego para minimizar interferências no trânsito.

A volta da Coreia

Setor com ingresso mais barato do Beira-Rio, a antiga Popular ou, como era mais conhecida, a Coreia foi extinta há alguns anos. Mas pelo menos o nome vai voltar ao estádio do Internacional. É um novo espaço comercial composto por duas lojas. "Não se trata apenas de um bar, mas de um local de entretenimento", explica o proprietário Bruno Zavarize Favero. A repórter Bruna Oliveira detalha o novo negócio.
 

Habib's

A rede de fast food Habib's vai encerrar momentaneamente as atividades na loja do Shopping Total, em Porto Alegre. Em nota, a rede informou que as demais unidades do Rio Grande do Sul permanecem em funcionamento e que está investindo no serviço de tele-entrega. Em Porto Alegre, são duas operações, uma na Mostardeiro e outra na Assis Brasil.

Posse coletiva

A Federasul promoverá a primeira posse coletiva de associações comerciais, industriais, de serviço e agricultura. Mais de 80 entidades do Interior devem participar da solenidade. Representantes de todas as regiões do Estado estarão na festa, que acontece no Salão Nobre do Palácio do Comércio na terça-feira, às 19h30min.

Duplicação da ERS-734

O Daer quer agilizar a licitação da duplicação do restante da ERS-734, no trecho que liga a ponte de chegada a Rio Grande até o Centro da cidade. A diretoria da autarquia está envolvida diretamente para que ainda neste semestre haja uma perspectiva de obra. Nas próximas semanas, o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem, Rogério Uberti, deve ir até a rodovia.

Tapa-buracos...


FREDY VIEIRA/JC
Porto Alegre ganhou uma nova operação tapa-buracos. Só que, desta vez, a ação foi liderada por cidadão cansado de esperar por solução da prefeitura. O servente de pedreiro Gilmar Nunes Silveira Junior minimizou o problema em uma cratera na avenida João Pessoa. Ele conta que cansou de ver carros e motos sofrerem com o desnível na pista. Veja mais detalhes aqui.

...voluntário

Foram necessários dois carrinhos de mão cheios de caliça (resíduo de obra) para tapar o buraco. O servente explica que selecionou material que pudesse dar uma "boa base". "Ficou bom, mas se chover, vai abrir de novo", avisa Silveira, que ganhou o reconhecimento dos vizinhos. O vídeo desta reportagem está no site do JC.

Licitações

A Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul (Sergs) fará um debate na segunda-feira, em Porto Alegre, sobre a Lei de Licitações. O objetivo é discutir propostas para evitar retrocessos na legislação - falhas em editais contribuíram para casos desvendados na Operação Lava Jato. O presidente da Sergs, Luis Roberto Ponte, é autor do projeto da Lei de Licitações (nº 8666).

E Lava Jato

Ponte avalia que a grande ameaça atual à legislação é o projeto de lei aprovado no Senado e atualmente em tramitação na Câmara dos Deputados autorizando o uso do Regime Diferenciado de Contratação (RDC) por todos os órgãos públicos. "Foi justamente este dispositivo que viabilizou o escárnio da corrupção da Lava Jato e nas obras da Copa", aponta.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia