Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 10 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Transporte

09/03/2018 - 10h10min. Alterada em 10/03 às 09h23min

Estudantes protestam contra aumento de passagem de ônibus em Porto Alegre

Estudantes se concentraram no Colégio Parobé e depois saíram em caminhada até o Centro da Capital

Estudantes se concentraram no Colégio Parobé e depois saíram em caminhada até o Centro da Capital


LUIZA PRADO/JC
Sofia Schuck
Marcha com centenas de estudantes ocorre deste às 8h da manhã desta sexta-feira (9) em Porto Alegre contra a possibilidade de aumento da passagem de ônibus. O Conselho Municipal de Transporte Urbano (Comtu) se reúne às 10h na EPTC para definir sobre o reajuste de 11% que pode elevar o valor dos atuais R$ 4,05 para R$ 4,50. 
A passeata teve concentração de secundaristas - que são os mais mobilizados contra o aumento - em frente ao Colégio Parobé, na avenida Loureiro da Silva, próximo ao Centro. A movimentação provocou bloqueio na avenida e congestionamentos no entorno. Os manifestantes com faixas dizendo "R$ 4,50 é roubo" saíram pelas ruas, e seguem pela Avenida Mauá até o centro, onde devem protestar em frente à sede da Prefeitura.    
A brigada Militar acompanha a manifestação, mas não fez estimativa de participantes. Outra demanda dos estudantes é a manutenção do benefício da meia passagem, ameaçada após projeto da prefeitura enviado à Câmara de Vereadores em julho do ano passado. Lideram o movimento entidades como União Metropolitana dos Estudantes Secundários de Porto Alegre (Umespa), União Gaúcha dos Estudantes (Uges), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e grêmios estudantis. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia