Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 01 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

clima

01/03/2018 - 17h10min. Alterada em 01/03 às 17h23min

Março deve ser de tempo mais seco e firme no RS, sem registro de temporais fortes

O mês de março não deve registrar temporais fortes no Rio Grande do Sul. De acordo com estudo meteorológico encomendado pela RGE e RGE Sul, apesar de o resfriamento da temperatura dos oceanos estar pelo quarto mês consecutivo abaixo do normal, não haverá influência do fenômeno La Niña, o que deve garantir um tempo mais seco e firme no Estado, diferentemente dos últimos quatro meses.
Com isso, a RGE e RGE Sul apontam que a rede de infraestrutura de municípios localizados nas áreas de concessão das companhias não devem ser afetadas pelas chuvas. Ainda assim, as empresas alertam que, como se trata de uma previsão com base em modelos, os Centros de Operações Integrados (COIs) das duas distribuidoras fazem o acompanhamento diário das alterações deste panorama.
Já para esta sexta (2), até segunda-feira (5), o tempo quente e úmido permanecerá predominando no RS, com possibilidade de pancadas isoladas de chuva, típicas de verão, em todas as regiões. Conforme o Boletim Meteorológico Semanal da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação, nos próximos dias o padrão permanecerá inalterado e a previsão numérica aponta para precipitação de baixo volume sobre o Estado.
A partir da terça (6), o ingresso de ar seco manterá o tempo firme, com sol e temperaturas elevadas durante o dia em todas as regiões. Os totais de chuva previstos pelas simulações numéricas indicam valores entre 10 e 20 mm na maioria das localidades. Nas faixas Leste e Norte, os totais deverão oscilar 20 mm e 30 mm.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia