Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 16 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Turismo

Notícia da edição impressa de 16/04/2018. Alterada em 16/04 às 08h36min

Conheça as 11 cidades-sede da Copa do Mundo na Rússia

Locais que receberão os jogos do mundial apresentam a variedade do país

Locais que receberão os jogos do mundial apresentam a variedade do país


Arte/JC
Eduardo Lesina
O país com a maior área territorial do mundo transpira história em suas clássicas cidades. Famosa por suas catedrais da igreja ortodoxa, herdeiras do cristianismo do Império Bizantino, a Rússia tem, nos seus kremlins (fortalezas), um complexo de construções, os principais pontos turísticos.
As 11 cidades-sede da 21ª Copa do Mundo Fifa apresentam a variedade do país. A Federação Russa é composta por 21 repúblicas - entre elas estão o Tartaristão e a Mordóvia, representados pelas suas capitais: Kazan e Saransk, respectivamente. A capital Moscou é o centro político e econômico russo. São Petersburgo atrai os turistas pela ligação direta com a história da nação através dos seus monumentos. As homenagens aos tradicionais escritores russos se estendem de Níjni Novgorod a Rostov. Já em Samara, a homenagem é ao cosmonauta Yuri Gagarin, o primeiro homem a ir ao espaço, em 1961.
As praias russas também podem ser exploradas pelos turistas nas cidades de Kaliningrado e Sochi. Cidades históricas na Rússia, Ecaterimburgo, do lado oriental, e Volgogrado (antiga Stalingrado), do lado ocidental, têm, em seus monumentos, uma representação do passado do país.
Não há necessidade de visto para a entrada de brasileiros em território russo. Entretanto, a permanência no país não pode ultrapassar 90 dias. Pela extensão das dimensões russas, há 11 fusos horários diferentes, e, nas cidades-sede, a variação é de cinco a oito horas em relação ao Brasil.

Moscou


MLADEN ANTONOV/AFP/JC
A capital russa é a sexta cidade mais populosa do mundo. Cidade do Teatro Bolshoi, Moscou apresenta alguns dos pontos turísticos mais famosos do Leste Europeu. Exemplo disso é a Praça Vermelha - que ganhou notoriedade pelos desfiles militares na época da União Soviética. A praça divide outros dois pontos turísticos famosos: o Kremlin de Moscou, que serve como a residência oficial do chefe de Estado, e a Catedral de São Basílio, igreja ortodoxa russa construída entre 1555 e 1561.

São Petersburgo


INTERPOINT VIAGENS E TURISMO/DIVULGAÇÃO/JC
A segunda maior cidade russa atrai os turistas por seus monumentos históricos. O Museu Estatal do Hermitage, às margens do rio Neva, é um dos maiores e mais completos do mundo. No seu complexo, está o Palácio de Inverno, construído entre 1754 e 1762, que servia de residência dos czares russos - e a sua tomada pelo exército bolchevique marca o início da Revolução de Outubro.
 

Kazan


HADOKEN/VISUALHUNT/DIVULGAÇÃO/JC
Capital na República do Tartaristão, a cidade de Kazan representa a dualidade russa, presente também na religião do país. De maioria muçulmana, a cidade ficou conhecida como a "sede islâmica da Copa", mas a harmonia com os católicos da cidade impera. O Complexo Arquitetônico e Histórico do Kremlin de Kazan representa essa coexistência: a mesquita de Kul-Sharif e a Catedral da Anunciação dividem o espaço na cidadela.
 

Níjni Novgorod


ALEKSANDR ZYKOV/VISUALHUNT/DIVULGAÇÃO/JC
Níjni Novgorod é conhecida pela sua ligação com a cultura. Berço do escritor Maksim Gorki - que veio a nomear a cidade durante a União Soviética, de 1932 a 1991 -, a localidade tem em seu Kremlin sua maior atração. Próxima de Moscou, conta com o zoológico Limpopo e o monastério Pechersky, fundado em 1328.
 

Saransk


GORDEEV/WIKIMEDIA/DIVULGAÇÃO/JC
Capital da República da Mordóvia, Saransk tem como atrações a Catedral de São João Apóstolo, o parque Gorodskoy e o monumento em homenagem a Fyodor Ushakov, comandante da marinha russa que foi canonizado em 2000. A cidade ainda mantém seus traços arquitetônicos dos séculos XVII e XVIII. Tem como centros culturais o Museu de Cultura Popular e o Teatro Nacional Dramático da Mordóvia.
 

Kaliningrado


DANIEL NIKLASSON/VISUALHUNT/DIVULGAÇÃO/JC
Terra do filósofo Immanuel Kant, o exclave de Kaliningrado situa-se entre a Lituânia e a Polônia, fora do território contíguo russo. A cidade das sete pontes (problema matemático resolvido em 1736 por Leonhard Euler) foi capital da Prússia até 1945 - com o nome de Königsberg. Mesmo com temperatura máxima de 20°C no verão, detém belas praias e resorts.

Ecaterimburgo


TANYA DEDYUKHINA/WIKIMEDIA/DIVULGAÇÃO/JC
Ecaterimburgo é a quarta maior cidade da Rússia em habitantes. Nela está situada a Igreja do Sangue, construída entre 2000 e 2003, erguida sobre a Casa Ipatiev, local onde o último czar russo, Nicolau II, foi executado pelo exército bolchevique. Sede da Academia Russa de Ciências, Ecaterimburgo detém o segundo prédio mais alto da Rússia, o edifício Vysotsky.
 

Rostov-do-Don


ROST.GAILS/WIKIMEDIA/DIVULGAÇÃO/JC
Importante centro comercial e industrial, Rostov transpira cultura. A rua Pushkin, em homenagem ao escritor russo Alexandre Pushkin, é repleta de restaurantes e lojas que reforçam o ideal cultural da cidade. Outro exemplo da cultura em Rostov, é o Museu Regional Belas Artes, que remonta parte da história russa através de objetos como armas e utensílios domésticos.
 

Sochi


VISUALHUNT/DIVULGAÇÃO/JC
No litoral sulista da Rússia, Sochi é uma cidade-resort, com temperaturas mais próximas à realidade do Brasil. Mesmo com o clima com maior temperatura, Sochi sediou os Jogos de Inverno de 2014, e, por isso, oferece aos turistas o Parque Olímpico e um resort para esquiar. O hotel Primorskaya, construído em 1930, e o porto marítimo de Sochi também são lugares característicos da cidade.

Samara


ALVER/WIKIMEDIA/DIVULGAÇÃO/JC
Fundada em 1586, a cidade de Samara tem pontos turísticos de diferentes áreas. Como uma clássica cidade russa, o Templo de São Jorge é um dos principais lugares para visitação no município. Outra atração é o monumento, em forma de foguete, em homenagem ao primeiro voo espacial, realizado pelo cosmonauta Yuri Gagarin. Há, ainda, um dos bunkers usados por Stálin durante a Segunda Guerra.
 

Volgogrado


ALEXXX1979/VISUALHUNT/DIVULGAÇÃO/JC
A lendária cidade de Stalingrado passou a se chamar Volgogrado em 1961. Local da batalha que marcou a derrocada dos nazistas na Segunda Guerra, a cidade mantém a memória da batalha viva em seus locais históricos. Através do monumento Mãe-Pátria, no monte Mamaev, a história é reconstruída no território do município. Além disso, Volgogrado mantém um museu sobre a batalha dentro da cidade.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia