Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 11 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Rússia

Notícia da edição impressa de 12/02/2018. Alterada em 11/02 às 21h24min

Avião com 71 pessoas cai na Rússia

Aeronave decolou do aeroporto de Domodedovo com destino a Orsk e caiu depois de dois minutos de voo

Aeronave decolou do aeroporto de Domodedovo com destino a Orsk e caiu depois de dois minutos de voo


/VASILY MAXIMOV/AFP/JC
Um avião russo com 71 pessoas a bordo caiu próximo à capital, Moscou, neste domingo. A aeronave Antonov An-148 da Saratov Airlines decolou do aeroporto de Domodedovo com destino a Orsk e, após pouco mais de dois minutos de voo, desapareceu dos radares no distrito de Ramensky. A razão do acidente do voo 6W703 ainda está sendo investigada.
O governo russo, por ora, investiga a possibilidade de ter ele sido causado por falha técnica, erro humano ou condições climáticas - apesar de que não havia relato de nenhuma condição extrema neste domingo, além das comuns no país para esta época do ano, como frio intenso e neve. Testemunhas afirmam ter visto uma aeronave em chamas despencando do céu. O avião transportava 65 passageiros e seis tripulantes.
Segundo o governo russo, não há sobreviventes. O presidente Vladimir Putin ofereceu condolências a familiares e amigos das vítimas, segundo o porta-voz de seu governo, Dimitri Peskov. Putin pediu ainda que seja formada uma comissão especial para investigar as causas do acidente. Segundo o porta-voz do governador regional, Sergei Sheremetsinsky, todos os passageiros eram residentes da região de Orenburg.
O avião An-148 acidentado havia sido produzido pela empresa ucraniana Antonov há oito anos e já havia sido operado pela Rossiya Airlines. A aeronave estava em operação desde 2010, com uma parada de dois anos, entre 2015 e 2017, por causa de escassez de peças. O avião voltou a voar em fevereiro do ano passado.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia