Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Relações diplomáticas

Notícia da edição impressa de 08/02/2018. Alterada em 07/02 às 20h25min

EUA promete impor sanções 'mais agressivas' contra a Coreia do Norte

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, afirmou que seu país deve anunciar novas sanções contra a Coreia do Norte. Ele sugeriu que os norte-americanos podem aproveitar sua presença nos Jogos Olímpicos de Inverno da Coreia do Sul para reforçar a pressão internacional contra o programa de armas nucleares de Pyongyang.
Após reunião com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, em Tóquio, Pence declarou que os EUA devem anunciar "a rodada mais dura e mais agressiva de sanções já impostas contra a Coreia do Norte", mas não deu mais detalhes. "Junto com o Japão e nossos aliados, deixemos que o mundo saiba disso: continuaremos a intensificar nossa campanha de pressão máxima até que a Coreia do Norte adote medidas concretas para o fim completo, verificável e irreversível de seu programa nuclear", avisou.
Pence e Abe disseram que, ao cooperar com Seul nos Jogos de Inverno, Pyongyang tenta enfraquecer a condenação internacional ao regime. Na terça-feira, uma equipe de animadoras de torcida norte-coreanas chegou à Coreia do Sul, o que o vice de Donald Trump qualificou como "diplomacia do sorriso".
Para Pence, a "verdadeira natureza" do regime norte-coreano será mostrada na cerimônia de abertura do evento esportivo pelo pai de Otto Warmbier, estudante dos Estados Unidos detido na Coreia do Norte e que voltou para casa em coma, morrendo poucos dias depois.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia