Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 09 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Clima

09/02/2018 - 17h23min. Alterada em 09/02 às 19h31min

Forte chuva derruba árvores e alaga ruas de Porto Alegre

Tempestade com vento forte atingiu a capital gaúcha na tarde desta sexta-feira

Tempestade com vento forte atingiu a capital gaúcha na tarde desta sexta-feira


LUIZA PRADO/JC
Uma forte tromba d'água atingiu Porto Alegre na tarde desta sexta-feira (9) e causou transtornos no trânsito, além de quedas de árvores e de energia. Conforme o Centro Integrado de Comando da Cidade de Porto Alegre (CEIC), a chuva é causada por uma frente fria que está chegando ao Estado neste final de semana e pode ocasionar mais pancadas até o final do dia.
De acordo com a CEEE, há registros de queda de energia nos bairros Bom Fim, Moinhos de Vento e na região da rodoviária, no Centro Histórico. Na rua Garibaldi, há bloqueio total por conta do Alagamento.Também há registro de acúmulo de água nas avenidas Farrapos e Antônio de Carvalho, causando congestionamento das vias. Por meio das redes sociais, motoristas que trafegavam entre os bairros Medianeira e Moinhos registraram reclamações envolvendo sinaleiras desligadas. Os principais pontos de alagamento estão localizados nas avenidas Farrapos, Sertório, João Pessoa, Erico Verissimo e Ipiranga.
No Centro Histórico, que foi fortemente atingido pela chuva, um edifício foi destelhado. Moradores, no momento, se organizam em mutirão para salvar o que era o salão de festas no nono andar. O volume de água atingiu os apartamentos do terceiro andar do prédio, que foram parcialmente inundados. O fosso do elevador também acumula água e, mesmo que a luz volte, não há previsão de quando poderão serem religados.

{'nm_midia_inter_thumb1':'http://jcrs.uol.com.br/_midias/jpg/2018/02/09/206x137/1_img_4827-1736466.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5a7df02469a4a', 'cd_midia':1736466, 'ds_midia_link': 'http://jcrs.uol.com.br/_midias/jpg/2018/02/09/img_4827-1736466.jpg', 'ds_midia': '', 'ds_midia_credi': '', 'ds_midia_titlo': '', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '600', 'align': 'Middle'}

Edifício Guaporé, no bairro Centro Histórico de Porto Alegre, ficou destelhado. Foto Carolina Hickmann/Especial/JC

Além disso, há registro de quedas de árvores e mesmo de postes no Centro Histórico.
{'nm_midia_inter_thumb1':'http://jcrs.uol.com.br/_midias/jpg/2018/02/09/206x137/1_img_4833-1736479.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5a7df432a3588', 'cd_midia':1736479, 'ds_midia_link': 'http://jcrs.uol.com.br/_midias/jpg/2018/02/09/img_4833-1736479.jpg', 'ds_midia': '', 'ds_midia_credi': '', 'ds_midia_titlo': '', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '600', 'align': 'Middle'}

Queda de árvore em frente à Casa de Cultura Mario Quintana. Foto Carolina Hickmann/Especial/JC

{'nm_midia_inter_thumb1':'http://jcrs.uol.com.br/_midias/jpg/2018/02/09/206x137/1_img_4848-1736480.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5a7df432a3588', 'cd_midia':1736480, 'ds_midia_link': 'http://jcrs.uol.com.br/_midias/jpg/2018/02/09/img_4848-1736480.jpg', 'ds_midia': '', 'ds_midia_credi': '', 'ds_midia_titlo': '', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '600', 'align': 'Middle'}

Poste danificado pela tempestade no Centro Histórico da Capital. Foto Carolina Hickmann/Especial/JC

Por causa das chuvas e do intenso movimento em direção às praias do norte do Estado, há grande congestionamento na Freeway (trecho da BR-290 que liga a região metropolitana ao litoral norte gaúcho) entre o km-34 e o km-26, em Santo Antônio da Patrulha, sentido Capital-Litoral, de acordo com os dados da Triunfo Concepa.
No Litoral Norte do Estado, também há registros de problemas. No momento, as equipes da companhia trabalham no conserto de uma linha de transmissão atingida pela queda de um eucalipto na Estado do Mar. O problema deixa 4,5 mil clientes sem luz nas proximidades de Torres e Terra de Areia.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia