Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 12/02 às 20h19min

Bolsas fecham em alta nos EUA pela segunda sessão seguida após turbulências

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em alta pela segunda sessão seguida, com a estabilização dos preços das commodities, num possível sinal de que o mau humor nos mercados tenha começado a se dissipar após duas semanas de tombos em Nova Iorque.
O índice Dow Jones fechou em alta de 1,70%, aos 24.601,27 pontos; o S&P 500 subiu 1,39%, para 2.656,00 pontos; e o Nasdaq avançou 1,56%, encerrando aos 6.981,96 pontos.
Nesta segunda-feira (12) os ganhos foram verificados em todos os setores do S&P 500, com uma alta constante dos índices, sem a volatilidade das últimas duas semanas. Isso deu a alguns investidores a esperança de que a turbulência tenha começado a se dissipar.
O Dow Jones quase apagou as perdas do ano, mas ainda está 7,6% abaixo da máxima em janeiro. Ainda assim, os investidores alertam que a tentativa do mercado de se recuperar pode ser testada na quarta-feira, quando o Departamento do Trabalho dos EUA deve divulgar dados de inflação.
Preocupações de um avanço maior que o esperado nos preços podem fazer com que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) acelere o ritmo de aperto monetário no país, o que tem impulsionado os juros dos títulos da dívida americana no ano.
Novas evidências de inflação podem pressionar ainda mais a demanda por esses títulos, bem como por ações, agitando os mercados novamente depois de um breve período de calmaria.
Hoje, as ações das companhias de energia avançaram, acompanhando a alta do petróleo negociado em Nova Iorque. O setor de energia do S&P 500 ganhou 1,8%. A ExxonMobil viu seus papéis avançarem 0,84% e a Chevron ganhou 0,42%. 
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia