Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

Mercado Financeiro

12/02/2018 - 17h39min. Alterada em 12/02 às 17h40min

Cotação do ouro fecha em alta, apoiada por dólar mais fraco

O contrato futuro do ouro fechou em alta nesta segunda-feira (12), após o recuo registrado na semana passada, com o apoio de um dólar mais fraco, mesmo com a alta consistente nos mercados de ações na Europa e nos Estados Unidos.
Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro para abril fechou em alta de 0,81%, a US$ 1.326,40 por onça-troy.
Na semana passada, o metal amarelo, que é considerado um ativo seguro, com alta demanda em tempos de incerteza, não conseguiu se beneficiar da forte queda das bolsas de valores dos Estados Unidos por causa da valorização do dólar.
Na última sexta-feira, o mercado acionário encerrou a semana com duras perdas, enquanto o dólar se fortalecia apoiado pela expectativa de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) deve elevar os juros num ritmo mais acelerado neste ano.
Perspectivas de juros mais altos tendem a beneficiar o dólar, tornando o contrato de vários ativos, inclusive do ouro, mais caro para investidores de outros países. Hoje, no entanto, a divisa americana se enfraquece ante suas principais rivais, favorecendo o ouro e commodities como metais industriais e petróleo.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia