Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

loterias

08/02/2018 - 12h10min. Alterada em 08/02 às 12h12min

Acumulada há sete sorteios, Mega-Sena pode pagar R$ 59 milhões nesta quinta-feira

Por causa do Carnaval, concurso tem três sorteios esta semana

Por causa do Carnaval, concurso tem três sorteios esta semana


(Marcello casal Jr/Agência Brasil/JC
A Mega-Sena acumulou mais uma vez após sorteio realizado na terça-feira (6) e pode pagar o prêmio de R$ 59 milhões nesta quinta (8), quando ocorre o terceiro sorteio da semana especial de Carnaval. O valor está acumulado desde o dia de 13 janeiro, e já são sete sorteios com prêmio acumulado. Aplicado na poupança, o prêmio pode render cerca de R$ 236 mil por mês, segundo a Caixa.
Por causa do Carnaval, a Mega-Sena tem três sorteios esta semana, oferecendo ao apostadores mais uma chance de ganhar. Além dos sorteios de terça e de hoje, um terceiro será realizado no sábado (10). A Mega-Semana é uma estratégia da Caixa em que as Loterias oferecem três sorteios da Mega-Sena em semanas especiais do ano. Esta é a primeira Mega-Semana de 2018.
Uma aposta simples, com seis números, custa R$ 3,50. Os jogos para o concurso 2.012 que concorre hoje podem ser feitos até as 19h. O sorteio será realizado às 20h (horário de Brasília).
No concurso 2.011, da última terça-feira, foram sorteadas as dezenas 02 -28 – 32 – 35 – 54 – 58. A quadra saiu para 5.949 apostas, que levaram R$ 601,64 cada. Outras 119 apostas acertaram a quina e ficaram com R$ 21.054,02 cada.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia