Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 07 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

Mercado Financeiro

07/02/2018 - 16h16min. Alterada em 07/02 às 16h30min

Bolsas da Europa têm dia de recuperação, de olho nos EUA e na Alemanha

As principais bolsas da Europa encerraram o pregão desta quarta-feira (7) em alta, em meio à recuperação dos mercados após o tombo das ações dos Estados Unidos na segunda-feira (5). O índice pan-europeu terminou a sessão em alta de 1,97%, aos 380,13 pontos. A sessão europeia foi de recuperação das perdas passadas. Na terça-feira (6), na esteira da queda forte do dia anterior em Nova Iorque, o índice pan-europeu caiu 2,41%.
"Embora não possamos dizer o que acontecerá a seguir, o curso atual dos eventos refletiu as liquidações anteriores do mercado - breve pânico, recuperação estável e depois retorno ao rali de longo prazo", escreveu, em nota, o analista do banco IG Chris Beauchamp.
Por sua vez, o noticiário do continente também deu a sua contribuição. O grupo conservador da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, fechou pela manhã um acordo de coalizão com Partido Social-Democrata (SPD), o que garante mais um mandato para ela. Defensora da austeridade do gasto público, a líder alemã é um dos esteios da recuperação do continente após a crise do final da década passada.
Para Merkel, o pacto os conservadores e os sociais-democratas "equilibra a justa distribuição e lança a fundação para a economia alemã prosperar".
Assim, o índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, fechou em alta de 1,60%, aos 12.590,43 pontos, o que levou os demais mercados a ter fortes altas. O movimento de alta foi intensificado após a abertura do pregão em Nova York, que afastou o temor de mais um dia de correção dos mercados.
A Bolsa de Londres fechou em alta de 1,93%, aos 7.279,42 pontos; a de Paris subiu 1,82%, para 5.255,90 pontos; a de Madri avançou 1,70%, para 9.976,90 pontos; a de Milão terminou com ganho de 2,86%, para 22.986,18 pontos; e a de Lisboa foi para 5.441,08 pontos (+2,16%).
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia