Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

gente

08/02/2018 - 15h32min. Alterada em 08/02 às 15h38min

Corpo de Eva Sopher é velado no Theatro São Pedro, em Porto Alegre

Velório de Eva Sopher acontece nesta quinta-feira no Theatro São Pedro, em Porto Alegre

Velório de Eva Sopher acontece nesta quinta-feira no Theatro São Pedro, em Porto Alegre


MARCELO G. RIBEIRO/JC
O velório da presidente da Fundação Theatro São Pedro (TSP), Eva Sopher, falecida na noite desta quarta-feira (7), em Porto Alegre, recebe autoridades, políticos e pessoas ligadas às artes na tarde desta quinta, no teatro que foi foco de seu trabalho.
Uma das mais emblemáticas personalidades da cultura no Rio Grande do Sul, Eva - que já estava afastada há algum tempo das atividades devido a complicações na saúde - morreu aos 94 anos. Ela estava internada no hospital Moinhos de Vento com uma broncopneumonia, que evoluiu para falência orgânica múltipla e parada cardiorrespiratória.
O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr., compareceu ao velório, que também recebeu nomes como Ester Grossi, os empresários Jorge Gerdau e Nelson Sirotsky, além de políticos como a deputada estadual gaúcha Manuela D'Ávila, e o titular da Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do RS, Victor Hugo. Pessoas que admiravam o trabalho de Eva também compareceram, destacando sua luta pela democratização do teatro. "Ela veio para desafiar a ideia de que teatro é coisa de elite", conta uma senhora que compareceu ao São Pedro para homenagear Eva.
Em seu Twitter, o presidente Michel Temer também manifestou pesar pela morte da presidente da TSP: "Me solidarizo com os gaúchos pela perda irreparável de Eva Sopher que dedicou sua vida pela cultura gaúcha e brasileira. Foi uma lutadora incansável pela preservação do Theatro São Pedro", escreveu. 
De acordo com familiares, Eva Sopher sempre manifestou o desejo de ser velada no Theatro São Pedro. Nascida na Alemanha em 18 de junho de 1923 e vivendo no Brasil desde a década de 1930, Eva faleceu no mesmo dia em que, há quatro anos, morria o artista e cantor Nico Nicolaiewsky, cuja carreira também esteve intensamente conectada ao São Pedro, principalmente com o tradicional espetáculo Tangos e Tragédias.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia