Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 13 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

ACONTECE

Notícia da edição impressa de 14/02/2018. Alterada em 13/02 às 23h53min

Exposição A bandeira do elefante e da arara é atração no Sicredi

Trabalho de Marília Feldhues está na exposição coletiva A bandeira do elefante e da arara

Trabalho de Marília Feldhues está na exposição coletiva A bandeira do elefante e da arara


REPRODUÇÃO/JC
Até 7 de março, a Biblioteca do Sicredi (Assis Brasil, 3.940) recebe a exposição A bandeira do elefante e da arara, dentro do projeto Quarta cultural. A mostra conta com trabalhos de artistas que contribuíram com o desenvolvimento multimídia da série literária homônima, assinada por Christopher Kastensmidt. Com entrada franca, as visitações podem ser realizadas das 9h às 18h.
Os livros de Kastensmidt contam as aventuras do holandês Gerard van Oost e do iorubano Oludara em uma versão fantástica do Brasil Colônia. O projeto alcançou leitores de outros países com versões em sete idiomas e indicações a prêmios nos Estados Unidos. A história já foi publicada em formato digital e deu origem a um jogo de tabuleiro.
Participam da exposição trabalhos de duas gaúchas, além de expoentes de outros estados: Carolina Mylius, que já trabalhou como ilustradora para Ubisoft, Napalm Studio e Estúdio Elemental; e Marcela Medeiros, ilustradora com passagem pelo Grupo A. Completam a lista Cássio Yoshiyaki (Paraná), Ernanda Souza (Pernambuco), Rodrigo Camilo (Rio de Janeiro), Gabriel Rubio (São Paulo) e Marília Feldhues (Pernambuco).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia