Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

Acontece

Notícia da edição impressa de 09/02/2018. Alterada em 08/02 às 17h58min

Novo filme de Otto Guerra tem sessão comentada no domingo

Otto Guerra apresenta A cidade dos piratas na Fundação Iberê Camargo

Otto Guerra apresenta A cidade dos piratas na Fundação Iberê Camargo


MARCELO G. RIBEIRO/JC
Filme inédito e ainda em fase de finalização, A cidade dos piratas tem uma sessão comentada por seu diretor, Otto Guerra. A exibição especial é uma das atividades do fim de semana da Fundação Iberê Camargo (Padre Cacique, 2.000), a partir das 16h de domingo. A entrada é franca.
Com previsão de lançamento para 2018, a animação tem como base a vida e a obra da cartunista Laerte Coutinho, autora, entre outros trabalhos, dos cartuns Os piratas do Tietê. No enredo do filme, um diretor de cinema se vê diante de uma situação complexa no meio da produção de seu longa: o autor da história passa a negar os Piratas do Tietê, personagens principais da trama já quase pronta. Otto Guerra tem em sua trajetória títulos como Wood & Stock: sexo, orégano & rock' n'roll (2006) e Até que a Sbórnia nos separe (2013).
A programação do centro cultural também inclui a exposição Sol preto, do carioca Daniel Frota. O material parte da pesquisa do artista sobre uma expedição científica realizada em 1919, no sertão do Ceará, que teve o objetivo de observar e documentar um eclipse solar. Com instalações, esculturas, gravuras e vídeo, a mostra busca investigar como a presença dos pesquisadores influenciou a população local. A atração pode ser visitada até abril, nos sábados e domingos, das 15h às 19h45min.
As tardes deste fim de semana na fundação ainda contam com oficinas e jams de contato e improvisação - técnica de dança criada nos Estados Unidos, na década de 1970. A realização ocorre em parceria com o Laboratório do Rolê.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia