Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 06 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 07/02/2018. Alterada em 06/02 às 21h59min

Frases e personagens

"O difícil é convencer os senadores que essa matéria, depois de passar um ano e dois meses na Câmara, chegue aqui de manhã e, sem nenhum direito a debate, sem nenhum direito a emendas, sem nenhum direito à discussão, seja aprovada no mesmo dia. O sistema é democrático e bicameral." Eunício Oliveira (PMDB), presidente do Senado, admitindo que será difícil o Senado votar a reforma da Previdência às pressas.
"Estamos trabalhando em uma força-tarefa do governo na discussão de alternativas. A crise na Venezuela é gravíssima." Osmar Terra (PMDB), ministro do Desenvolvimento Social, sobre a situação de imigrantes venezuelanos que estão vindo para o Brasil.
"Nós estamos chegando à conclusão de que não há como deixar esse tema permanentemente o ano todo." Michel Temer (PMDB), presidente da República, sinalizando dificuldade em aprovar a reforma da Previdência depois de fevereiro.
"Gostaria de pedir à população para que seja um Carnaval alegre, feliz, brincalhão. Se quiser criticar o prefeito, não tem problema nenhum. Não pode é beber. Não pode é dirigir um carro em alta velocidade. Não pode é partir para a briga. Isso estraga o Carnaval." Marcelo Crivella (PRB), prefeito do Rio de Janeiro, que, em seguida, explicou que se referia a "beber e dirigir" ao fazer a recomendação contra o álcool.
"Os números da produção, em janeiro, mostram tendência positiva. Desde janeiro de 2016, voltamos a crescer no mês e já estamos em 217 mil (veículos), que é a média dos últimos 10 anos. Estamos saindo da fase depressiva do mercado e indo para números mais importantes." Antonio Megale, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).
"Quantos menores a mais temos que perder para levarmos a sério esse assunto?" Alexandr Bastrikin, titular do Comitê de Instrução (CI) da Rússia, ao falar sobre o suicídio de 40 menores de idade em Moscou ao longo de 2017 por influência de "grupos da morte" on-line. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia