Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 05 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 06/02/2018. Alterada em 05/02 às 21h38min

Frases e personagens

Dyogo Oliveira

Dyogo Oliveira


FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL/JC
"Descortina-se com o DNI (Documento Nacional de Identidade) uma imensa avenida de possibilidades, porque a solução que está sendo dada é inteligente, digital, sem burocracia, flexível e adaptável a todos os tipos de serviços." Dyogo Oliveira, ministro do Planejamento, durante o lançamento do documento digital, que vai reunir diferentes registros civis, como CPF e título de eleitor.
"O governo continua insistindo no reconhecimento da privativa prerrogativa do presidente (Michel) Temer (PMDB), prevista na Constituição, de nomear seus ministros." Carlos Marun (PMDB), ministro da Secretaria de Governo, afirmando que o governo federal não vai recuar da indicação da deputada federal Cristiane Brasil (PTB) para o cargo de ministra do Trabalho, apesar das denúncias que pesam contra a parlamentar.
"É um avanço na identificação dos estrangeiros que solicitam refúgio em nosso País. Agora, o solicitante ganhará um documento que dará acesso à Carteira de Trabalho, ao CPF, à possibilidade de um conta bancária. É uma medida que fortalece a situação de quem está vulnerável". Michel Temer (PMDB), presidente da República, durante assinatura do decreto que cria o documento provisório de registro nacional migratório, voltado para estrangeiros que entram no Brasil em busca de refúgio e ainda aguardam uma decisão do governo brasileiro.
"As expectativas renovadas em função da melhora dos índices econômicos refletem, diretamente, na confiança do consumidor e favorecem o mercado de veículos." Alarico Assumpção, presidente da Federação Nacional da Distribuição dos Veículos Automotores (Fenabrave), sobre a alta nas vendas do setor. 
"Na área de encomendas, os Correios concorrem com empresas privadas, e o cálculo do reajuste é baseado na variação dos custos, nas tendências do mercado e na evolução do cenário comercial de livre concorrência." Nota dos Correios, sobre o reajuste do despacho postal, que passa de R$ 12,00 para R$ 15,00, pois o valor do serviço não sofreu alteração desde a sua implantação, em 2014.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia