Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Notícia da edição impressa de 08/02/2018. Alterada em 07/02 às 22h45min

A pá do prefeito

CESAR LOPES/DIVULGAÇÃO/JC
O prefeito em exercício da Capital, vereador Valter Nagelstein (PMDB), participou ontem da segunda etapa da operação tapa-buraco junto com o secretário de Infraestrutura, Elizandro Sabino (PTB). Nagelstein expropriou a pá de um dos funcionários e, teoricamente, pegou no pesado na rua Otávio Francisco Caruso da Rocha. Mas falta muito para que tenhamos ruas em estado pelo menos razoável.

Desafio mortal

Uma menina de 7 anos morreu depois de inalar desodorante aerossol em São Bernardo do Campo (SP). A criança brincava do "desafio do desodorante", que havia visto nas redes sociais, quando desmaiou e teve uma parada cardíaca. O desafio consiste em inalar o desodorante e manter a boca fechada pelo máximo de tempo. Como as redes não têm controle de conteúdo, é mais uma dor de cabeça para os pais. 

O paciente reage

É permitido colocar algumas doses de otimismo no pronto restabelecimento da Beneficência Portuguesa de Porto Alegre, talvez não muito "pronto", mas pelo menos "agora vai", como disse o presidente do Sindicato Médico do Estado (Simers), Paulo de Argollo Mendes. O Simers está sendo fundamental no processo. Tudo indica que, no médio prazo, a centenária instituição possa respirar sem aparelhos. Reportagem informa que hospital Sírio-Libanês fará consultoria no Beneficência.

O abandonado


BETO RODRIGUES/DIVULGAÇÃO/JC
Prédios inacabados como este, na entrada de Capão da Canoa, são relativamente comuns nas cidades do Litoral, herança da crise que liquidou com o sonho de moradia própria na praia de muito veranista e muito construtor. Esse aí dá a impressão de que tentaram construir uma ponte levadiça, mas que erraram na conclusão. 
 

Céus congestionados I

Um dia ainda vai acontecer uma tragédia envolvendo drones e a aviação comercial. Questão de tempo. O Infomoney publicou foto de um deles sobrevoando um jato da Frontier Airlanes que se preparava para pousar do aeroporto de Los Angeles. As imagens foram feitas pelo próprio drone e publicadas no jornal Las Vegas Now. 

Céus congestionados II

A Agência Federal de Aviação dos EUA (FAA) promete punir o irresponsável quando e se ele for identificado. No Brasil, esses objetos voadores identificados precisam guardar uma distância de 9 quilômetros dos aeroportos, e mesmo para decolar fora deste perímetro precisam de autorização da torre, embora se saiba que muitos não procedem de acordo com as regras.

Tremenda responsabilidade

No discurso que fez na posse dos ministros Luiz Fux e Rosa Weber como presidente e vice do TSE, o presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, clamou por mais responsabilidade ao votar. "Se (o povo) tem o poder e não o exerce, torna-o inócuo. Pior que isso: transfere-o a pessoas desqualificadas e delas se torna refém."

Baião de dois

Apenas duas pessoas podem paralisar uma determinada atividade econômica ou ato de governo no Brasil. Basta alguém entrar com uma ação popular e encontrar um juiz receptivo à causa. Basta uma liminar.

De mala e cuia

Após 10 anos no comando da agência Ama, o publicitário Zeca Honorato descontinua as atividades de sua agência e leva cinco novas contas (Rissul, Unidasul, Macvromix, Centro Clínico Gaúcho, HLar e Cooperativa Majestade) para a agência Paim, em uma decisão que já vem sendo negociada com o presidente Cesar Paim desde o ano passado.

Miúdas

PRIMEIRA agroindústria familiar de vinho colonial do País é inaugurada em Bento Gonçalves, a Piccola Cantina.
APENAS 65 deputados federais apareceram na Câmara dos Deputados na terça-feira. O trabalho normal só começa no dia 20. Ou 21.
NESTAS horas, parece que vige no Brasil a cultura de Macunaíma (ai que preguiça!), o herói sem nenhum caráter.
SE eleito for, o governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB), vai vender estatais e "o que for possível privatizar".
JUSTIFICA a intenção com um dado: o Brasil tem 147 estatais. Verdade. Algumas totalmente inúteis.
LEITOR Élio Köche sugere uma terceira faixa na BR-116 entre São Leopoldo e Novo Hamburgo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia