Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 11 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Empresas & Negócios

COMENTAR | CORRIGIR

Leituras

Notícia da edição impressa de 12/02/2018. Alterada em 09/02 às 19h46min

ESTRATÉGIA

Parece difícil de acreditar, mas houve um momento em que o Airbnb era o segredo mais bem-guardado de couchsurfers, e o Uber não tinha a menor chance contra a então gigante rede de táxis amarelos de Nova Iorque. Então como essas empresas, que começaram de maneira tão humilde, alcançaram tanto poder?
Elas não se expandiram simplesmente criando grandes produtos e esperaram que eles ganhassem popularidade. Havia uma rigorosa metodologia por trás desse crescimento extraordinário: o growth hacking, termo cunhado por Sean Ellis, um de seus inventores e um dos autores do livro Hacking Growth - A estratégia de marketing inovadora das empresas de crescimento mais rápido aborda a história da criação da metodologia.
Além de Ellis, que é cofundador e CEO da GrowthHackers.com, a maior comunidade on-line de growth hackers, com mais de 1,8 milhão de usuários, Morgan Brown, COO da Inman News, a principal fonte de inteligência de negócios para imóveis, também assina a autoria do livro.
Growth hacking leva ao crescimento focando os clientes, alcançando-os, mantendo-os, encantando-os e motivando-os a voltar e comprar mais. Envolve equipes multifuncionais, que combinam a expertise de analistas, designers, engenheiros de software e profissionais de marketing para rapidamente gerar, testar e priorizar ideias importantes para o crescimento.
Hacking Growth; Sean Ellis e Morgan Brown; HSM; 328 páginas; R$ 59,90; disponível em versão digital 

SUCESSO

De peixeiro a CEO da Hoken Internacional Company, Hélio Tatsuo Yostsui auxiliou seu pai dos 10 aos 19 anos com as vendas na feira de peixe, a experiência fez com o que o empresário se habituasse com o comércio. Para fundar a Hoken, no ano de 1999, Yostsui trabalhou muito em empresas de venda direta.
No livro Você nasceu para vender muito, o empresário apresenta sua trajetória, compartilha tudo que aprendeu ao longo da sua carreira e ensina dicas para que qualquer pessoa seja capaz de conquistar seu próprio negócio e se tornar um ótimo vendedor.
O autor apresenta no livro uma narrativa semelhante a um verdadeiro bate-papo, Yostsui orienta os leitores que desejam realizar mais e alcançar resultados que sejam capazes de levá-los a um novo patamar.
A obra é composta por lições para: transformar o ato de vender no passaporte para seu sucesso financeiro; melhorar suas habilidades de comunicação; derrubar mitos sobre vendas e, assim, levar seu trabalho ao nível de excelência; criar estratégias para vender qualquer tipo de produto, ideia ou serviço; reprogramar a sua mente para a prosperidade e a transformação da sua vida.
De acordo com o autor, a maior habilidade de um empresário é saber vender.  Caso o leitor siga todas as lições citadas no livro, irá vender corretamente, o que, de acordo com o autor, é a maior habilidade que um empresário pode ter.
Você Nasceu Para Vender Muito; Hélio Tatsuo; Editora Gente; 208 páginas; R$ 34,90

LIDERANÇA

O livro Empatia Assertiva é um guia para líderes desnorteados ou exaustos pelo trabalho de gestão. Baseada em anos de experiência da autora Kim Scott, a obra apresenta uma linguagem clara e inclui sugestões práticas para os leitores, mostrando aos gestores como ter sucesso sem perder o lado humano no ambiente corporativo, encontrando um sentido no trabalho e criando um ambiente em que as pessoas vão poder apreciar o que fazem e os colegas.
Kim é ex-executiva do Google e da Apple, onde trabalhou com uma equipe para criar um curso voltado a ensinar como ser um bom chefe e, nos últimos anos, ficou famosa por sua nova abordagem à eficiência na chefia, que ela chama de empatia assertiva.
O conceito da empatia assertiva é simples: para ser um bom chefe, você precisa importar-se pessoalmente com as pessoas ao mesmo tempo em que as confronta diretamente. Se confrontá-las sem se importar com elas, cairá na armadilha da agressividade ofensiva. Caso se importe, mas não as confronte, estará demonstrando empatia nociva. Se não se importar com as pessoas nem confrontá-las, será um exemplo de insinceridade manipuladora.
O modelo ajudará os gestores a melhorar seus relacionamentos no trabalho e cumprir suas três tarefas como chefe: promover um cultura de feedback (elogios e críticas), criar uma equipe coesa e atingir resultados dos quais todos se orgulhem.
Empatia assertiva; Kim Scott; HSM; 328 páginas; R$ 64,90
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia