Porto Alegre, quarta-feira, 07 de fevereiro de 2018.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
25°C
35°C
20°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,2760 3,2780 0,95%
Turismo/SP 3,2100 3,4100 0,29%
Paralelo/SP 3,2100 3,4100 0,29%
mais indicadores
| Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Cultura | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Notícia da edição impressa de 08/02/2018. Alterada em 08/02 às 00h49min

Pesquisa começa fase de testes contra tumores

Glioma e melanoma são dois tipos muito agressivos de câncer, o primeiro cerebral e o segundo de pele. A média de vida após o diagnóstico de qualquer um deles é menor do que um ano e três meses. Isso ocorre porque essas células cancerígenas são extremamente resistentes aos remédios quimioterápicos.
Buscando descobrir o motivo dessa ineficácia da medicação, um grupo de pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo, juntamente com o Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, começou uma pesquisa sobre o tema.
Depois de quatro anos, o estudo já descobriu que é a quantidade de glutationa nas células cancerígenas que as deixam resistentes. Inibidores dessa formulação já foram testados in vitro, juntamente com os quimioterápicos. O procedimento obteve grande sucesso.
O projeto atinge agora um novo estágio, os testes em humanos. Uma das pesquisadoras, Clarissa Ribeiro Reily Rocha, doutoranda pela Universidade de São Paulo, conta que o método será testado em cerca de 20 a 50 pacientes. O objetivo é identificar a segurança do medicamento. Conforme for demonstrada sua eficácia, o número de pacientes será ampliado.
Clarissa relata, ainda, que o sucesso nos estágios iniciais não diz muita coisa. Nada garante que a eficácia na fase in vitro traga benefícios reais para as pessoas que sofrem com alguma dessas doenças. Além disso, estão sendo testados, em fases iniciais, outros modos de inibir a glutationa, missão principal da pesquisa.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Transplante salva crianças da morte por hepatite
Nanocelulose tem potencial para novos materiais
Repasse de verbas ajudará centros de pesquisa no Rio
Pesquisa resulta em novo avanço sobre o zika vírus

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo