Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 12 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

CORRIGIR

Estados Unidos

Alterada em 12/01 às 09h38min

Trump deve prorrogar a suspensão de sanções contra o Irã

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, decidiu estender a suspensão de sanções contra o Irã, seguindo recomendação de seus principais conselheiros. A decisão mantém o acordo sobre o programa nuclear do Irã intacto por vários meses, de acordo com fontes ligadas ao tema. A Casa Branca tem planos fazer o anúncio nesta sexta-feira (12), caso a decisão seja mantida.
Funcionários do governo americano vêm insistindo para que Trump mantenha o acordo onde está, pelo menos por enquanto, enquanto eles procuram resolver algumas das preocupações do presidente com o tratado. Para Trump, o pacto alivia em excesso as sanções contra o Irã e faz muito pouco para restringir seu programa nuclear.
Assinado em 2015, o acordo nuclear prevê a desistência de sanções dos EUA contra o Irã que estão contidas numa série de leis. Para estender o alívio das punições, essa desistência tem de ser renovada periodicamente para cada lei e, nesta semana, Trump se viu obrigado a lidar com uma série de prazos de validade de tais desistências. 
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia