Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 10 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Ásia

Notícia da edição impressa de 11/01/2018. Alterada em 10/01 às 22h59min

Presidente sul-coreano diz estar aberto a encontro com Kim Jong-un

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, afirmou ontem que está aberto para se encontrar com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, desde que certos requisitos sejam atendidos, à medida que o sul-coreano prometeu se esforçar para aumentar a cooperação com Pyongyang. "Para realizar um encontro, algumas condições precisam ser estabelecidas. Acho que um certo nível de sucesso deve ser garantido", declarou.
Durante uma coletiva de imprensa em Seul, Moon descreveu a participação norte-coreana nas Olimpíadas de Inverno como "muito desejáveis", mas disse que as relações entre as Coreias não podem melhorar sem progressos nas questões relativas ao programa nuclear do regime nortista. 
Os comentários do presidente sul-coreano ocorrem um dia após a Coreia do Norte ter concordado em enviar uma delegação para os Jogos de Inverno na Coreia do Sul e realizar conversas sobre questões militares para reduzir as tensões na fronteira entre os países. Segundo Moon, Pyongyang pode enfrentar sanções internacionais ainda mais fortes, além de pressão, se seguir com provocações, e acrescentou que a "desnuclearização da Península coreana é o caminho para a paz e o nosso objetivo".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia