Porto Alegre, segunda-feira, 15 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

COMENTAR | CORRIGIR

Inovação

13/01/2018 - 23h50min. Alterada em 15/01 às 09h19min

NRF, o lugar das tendências que vão dominar o varejo mundial

Feira terá mais de 30 mil visitantes de 95 países e 600 expositores de diversas marcas

Feira terá mais de 30 mil visitantes de 95 países e 600 expositores de diversas marcas


PATRICIA COMUNELLO/ESPECIAL/JC
Patrícia Comunello
NRF vem da sigla National Retail Federation, em tradução livre Federação Nacional do Varejo, que reúne o setor nos Estados Unidos (EUA) e de mais 45 países. Mas certamente ela é mais conhecida por ser a marca do maior evento pela sua importância de varejo do mundo, a 107a edição da NRF, que vai deste domingo (14) a terça-feira (16), em Nova Iorque.
Este ano são esperados mais de 30 mil visitantes de 95 países. São 600 expositores no centro de convenções Jacob K Javits, um super centro de eventos, localizado na área central da ilha de Manhattan, a seis quarteirões do coração da Times Square. Dizem que o centro de convenções é quatro vezes o tamanho do centro de eventos da Federação das Indústrias do RS (Fiergs), em Porto Alegre, um dos maiores locais para mostras e conferências de segmentos econômicos no Rio Grande do Sul.
O Brasil tem a maior delegação de visitantes na NRF 2018, fica apenas atrás do Canadá. Mas como diz o gerente de indústria e comércio do Sebrae-RS, Fábio Krieger, os canadenses não contam, pois são prariamente de casa, por serem vizinhos. Krieger, que integra a missão gaúcha com diversas entidades e 20 empresas selecionadas pelo organismo de apoio a micro e pequenas empresas, explica que o Brasil vem a cada ano organizando mais a participação. Entidades de todo o País montam grupos para ir.
A busca de novidades na NRF e o peso do fluxo brasileiro mostram a proximidade de identidade de perfil de varejo. Mas a NRF 2018 é uma agenda realmente imperdível. Além de poder conferir na prática as inovações de ponta – muitas que são inalcançáveis pelo grau de tecnologia embarcada – há muitos encontros, seminários, conferências com nomes das companhias ícones da economia do século 21. São CEOs e executivos de liderança do Google, Apple, Amazon, Starbucks, IBM, Pinterest, Facebook.
Como a feira é imensa, de variedade para enlouquecer qualquer um, a dica é menos quantidade e mais interação. Krieger ressalta que, com a presença em massa de brasileiros, expositores se preparam e colocam atendentes que falam português.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia