Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 12 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 12/01 às 07h46min

Ganhos dominam bolsas asiáticas após recorde em Nova Iorque e dados chineses

A maioria das bolsas asiáticas teve ganhos modestos nesta sexta-feira (12), após os mercados acionários de Nova Iorque fecharem em novas máximas históricas ontem e na esteira de dados mistos da balança comercial chinesa. Na China, as bolsas tomaram rumos distintos após a divulgação de dados de comércio exterior do gigante asiático.
Principal índice acionário chinês, o Xangai Composto subiu 0,10%, a 3.428,94 pontos, garantindo uma sequência recorde de 11 sessões de valorização, mas o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,21%, a 1.948,93 pontos.
Em dezembro, as exportações chinesas tiveram expansão anual de 10,9%, maior do que o ganho de 9,5% previsto por analistas. Por outro lado, as importações da China tiveram avanço anual bem mais modesto no mês passado, de 4,5%, ante expectativa de alta de 15%.
Dados oficiais em Pequim também mostraram que a China registrou superávit comercial recorde com os EUA em 2017, no valor de US$ 275,8 bilhões. O recorde anterior, de US$ 261 bilhões, era de 2015.
Já o índice japonês Nikkei mostrou perdas pelo terceiro dia seguido em Tóquio, ao encerrar o pregão em baixa de 0,24%, a 23.653,82 pontos, à medida que o iene acumula ganhos de mais de 1% em relação ao dólar desde a terça-feira (09), quando o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) inesperadamente reduziu o volume de uma oferta de compra de bônus do governo japonês (JGBs), gerando especulação sobre aperto em sua política monetária.
Em outras partes da Ásia, o Hang Seng teve alta de 0,94% em Hong Kong, a 31.412,54 pontos, ampliando sua sequência positiva recorde a 14 pregões, enquanto o sul-coreano Kospi subiu 0,34% em Seul, a 2.496,42 pontos, em meio à demanda por ações baratas, o Taiex avançou 0,68% em Taiwan, a 10.883,96 pontos, e o filipino PSEi ficou praticamente estável em Manila, com ganho apenas marginal de 0,02%, a 8.814,62 pontos.
Na Oceania, a bolsa australiana apresentou ligeira alta de 0,04%, com o índice S&P/ASX 200 a 6.070,10 pontos, graças a fortes ganhos de grandes mineradoras, como BHP Billiton e Rio Tinto.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia