Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 12 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura

11/01/2018 - 20h57min. Alterada em 12/01 às 08h33min

Planalto diz que Fazenda é que vai falar sobre rating da S&P

A Secretaria de Imprensa da Presidência da República não irá se pronunciar sobre a decisão da agência de classificação de risco Standard & Poor's (S&P) que rebaixou o rating do Brasil de BB para BB-.
De acordo com o Planalto, caberá ao Ministério da Fazenda emitir nota sobre o assunto. O rebaixamento sugere que a modificação foi influenciada pela não aprovação da reforma da Previdência no final do ano passado, pelo Congresso.
Nos últimos dias, os fatos considerados positivos pela economia foram comemorados não só pelo presidente Michel Temer, mas também pelos ministros da Fazenda, do Planejamento e da Secretaria Geral da Presidência.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia