Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 11 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Negócios Corporativos

Notícia da edição impressa de 12/01/2018. Alterada em 11/01 às 22h05min

Zaffari compra shopping San Pelegrino em Caxias do Sul

Espaço conta com quatro operações âncoras e outras 115 lojas satélite

Espaço conta com quatro operações âncoras e outras 115 lojas satélite


/Rodrigo Rossi/Especial Folha de Caxias/DIVULGAÇÃO/JC
O Grupo Zaffari anunciou, nesta quinta-feira, a aquisição do Shopping San Pelegrino, localizado em Caxias do Sul. O empreendimento passa a integrar a Divisão Shopping Centers do grupo de Porto Alegre. O valor do negócio não foi revelado.
Com mais de 17 mil m2 de área bruta locável, o shopping abriga quatro âncoras, dentre as quais um supermercado Zaffari, inaugurado em 2016, que é a quarta operação de varejo do grupo em Caxias do Sul. A unidade tem 2 mil m2 de área de vendas e 16 guichês. O shopping ainda tem 115 lojas satélites, cinco salas de cinema e 780 vagas de estacionamento distribuídas em quatro pavimentos, que somam quase 42 mil m2 de área total construída.
Operando desde 2010, o Shopping San Pelegrino passa a ser a 10ª unidade de shopping center do grupo. Destas, nove unidades estão localizadas no Rio Grande do Sul com as bandeiras Bourbon Shopping, Moinhos Shopping, Porto Alegre CenterLar e San Pelegrino e uma em São Paulo (Bourbon Shopping).
O empreendimento começou a ser construído na década de 1990 quando um grupo de investidores da região liderou o início da implantação. Ao longo dos anos, o shopping tomou forma e personalidade própria, mas a falta de recursos impediu a consolidação do projeto. A etapa final de construção e o comando do negócio foi assumida pela Gazit Brasil, subsidiária da israelense Gazit Globe, proprietário e gestor de mais de 620 empreendimentos imobiliários na América do Norte, Ásia, Europa, Oriente Médio e na América Latina.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia